sexta-feira, 31 de agosto de 2012

GRANDE JACK WHITE















Num Sábado quente de Junho de 2007 tomamos uma decisão de última hora e rumamos até Oeiras só para ver os White Stripes. A ocasião imperdível haveria de confirmar um memorável concerto, a primeira e última oportunidade de testar o mítico duo por terras lusas. Hoje apetece fazer o mesmo e voar até ao Coliseu lisboeta para estreia a solo de Jack White. Um grande disco para apresentar na companhia de grandes músicos e, certamente, um dos grandes concertos deste ano que irá terminar, tal como há cinco anos, com o grande "Seven Nation Army". O dia hoje está igualmente quente mas, infelizmente, os tempos são outros e não são grande coisa...

NOVA GEOMETRIA DOS EFTERKLANG





















Os Efterklang são aquele tipo de banda de que gostamos sem rodeios. Não se sentam à sombra da bananeira à espera de um milagroso sucesso que hoje em dia é tão incerto como acertar no euromilhões, mas procuram sempre novos desafios que os inspirem na construção das suas canções. Foi assim com "An Island", um documentário dirigido por Vincent Moon e é agora o caso de "Piramida", o quarto álbum com saída no final de Setembro pela 4AD. O nome diz respeito a uma cidade fantasma abandonada pelos russos em 1998 na ilha de Spitsbergen junto ao Polo Norte onde o trio principal passou nove dias de Agosto de 2011 a coleccionar sons retirados dos mais variados locais, ambientes e ruínas industriais. Reunidos mais de mil, convocaram os amigos habituais (Peter Broderick e Nils Farham), uma orquestra e um coro feminino (o South Denmark Girl Choir) e registaram em Berlin dez novos temas entre os quais está "Hollow Mountain", uma sumptuosa e grandiosa primeira amostra já estreada em Sidney no início do ano. Os "The Piramida Concerts" vão-se espalhar por esse mundo fora sempre com diferentes orquestras, certamente uma experiência que seria bem-vinda até estes lados (allô Casa da Música).         


quinta-feira, 30 de agosto de 2012

PROJECTO ARRISCADO





















Ao grande disco que os Dirty Projectors editaram recentemente de nome estranho "Swing Lo Magellan" juntar-se-à proximamente "Hi Custodian", filme rodado ao longo de cinco dias no sul da Califórnia com os próprios elementos da banda. Inspirado em projectos semelhantes de Kanye West ("Runaway") ou Prince ("Purple Rain"), a narrativa surreal tem por base sonora as canções do referido disco e ainda alguns inéditos, numa viagem à volta da morte espiritual, seja lá o que isso for, da responsabilidade do realizador David Longstreth! A estreia está marcado para dia 7 de Setembro nos canais promotores, ou seja, a Pitchfork e o Youtube.     

UAUU #40

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

RICKIE LEE JONES DIABÓLICA



Ao longo da sua carreira, Rickie Lee Jones tem sempre demonstrado grande à vontade e pertinência na escolha de canções para realizar versões. Desde o álbum "Girl at Her Volcano" de 1981, passando pelo magnífico "Pop, Pop, Pop" de 1991 até "It's Like This" de 2000, são inúmeros os bons exemplos da sua forma única de cantar clássicos ou temas mais rebuscados. Estava, assim, na altura de voltar à carga o que acontecerá a 18 de Setembro próximo com a edição na Concord Records de um novo disco de covers intitulado "The Devil You Know". Neil Young, Van Morrison, Rolling Stones e até Ben Harper, que, para além de ajudar na produção, ofereceu o inédito "Masterpiece" para a voz de Jones, são alguns dos eleitos para reinterpretação. Como confessado à revista Rolling Stone em Julho, a artista parece ainda surpreender-se: "I've found another voice; it's a quieter one, older, perhaps, but more likely younger than I've ever been. [The songs] are like new again, and no one has ever heard them." Basta ouvir este maravilhoso "Sympathy For The Devil" para concordar, c'os diabos!

sábado, 25 de agosto de 2012

INVESTIMENTO SOLIDÁRIO
















Lançado em 1991, o quinto disco dos American Music Club chamado "Everclear" ganhou um raro reconhecimento na imprensa da época e foi mesmo considerado álbum do ano pela revista Rolling Stone. A capa reproduzia uma tela acrílica de aproximadamente 1,40 X 0,70m da autoria de Jean Lowe, uma oferta do amigo da banda que viria a obter ao longo dos anos seguintes um prestígio assinalável como ilustrador e artistaCom a morte de Tim Mooney no mês de Junho, baterista e produtor que, apesar de não ter participado no referido disco, viria a ser crucial no som dos AMC, foram lançadas algumas acções de solidariedade com a família de Mooney, tendo o guitarrista Vudi colocado a leilão no eBay a tal pintura original de Lowe, esperando-se desta forma obter uma ajuda rápida e compensadora. Nitidamente, um bom investimento.
O disco "Everclear", cuja edição em vinil adquirimos ao preço da chuva numa daquelas tendas presentes em Paredes de Coura numa noite de Sonic Youth (2007?), tem uma mão cheia de grandes canções como "Sick of Food", "Rise " e este eterno "Why Won't You Stay"...


sexta-feira, 24 de agosto de 2012

OFICIALMENTE MARK EITZEL

Esta é, oficialmente, a primeira canção a ser divulgada pela Merge Records referente ao novo disco de Mark Eitzel e é uma maravilha!


quarta-feira, 22 de agosto de 2012

RUFUS DE SECRETÁRIA

Aproveitando a passagem pela Virgínia em final de Julho, a NPR - National Public Radio instalou um piano nos seus estúdios e convidou Rufus Wainwright para tocar algumas canções. O resultado agora divulgado é mais um daqueles "Tiny Desk Concerts" onde Rufus apresentou "The Art Teacher", "Respectable Dive" e "Montauk". Em véspera de casamento, aqui fica esse momento saboroso e, já agora, muitas felicidades...


terça-feira, 21 de agosto de 2012

GET WELL SOON: NOVO VIDEO










Já em Maio passado tínhamos por aqui destacado o regresso dos Get Well Soon com "The Scarlet Beast O'Seven Heads / La Bestia Scarlatta Con Sette Teste", certamente um majestoso álbum já em pré-encomenda na CitySlang e cuja edição especial tem como bónus um outro trabalho chamado ITZTLACOLIUHQUI - Music For Medations And Summonings"! A rampa de lançamento para esta nova aventura tem um excelente video para o primeiro single "Roland, I Feel You", uma  monumental sequência cinematográfica da responsabilidade de Phillip Kaessbohrer e produzido pela equipa germânica Bildund Tonfabrik. O tema é uma homenagem do jovem compositor e mentor da banda Konstantin Gropper a um realizador alemão de filmes apocalípticos, quase de certeza o senhor Roland Emmerich.


MATHEW DEAR VINTAGE





















Esperado por estes lados com enorme expectativa e com edição oficial dia 27 de Agosto na Ghostly International, eis que "Beams" o novo álbum de Mathew Dear pode desde já ser escutado na totalidade via Souncloud. A pintura da capa é da autoria de Michael Cina, uma colaboração que se repete  e cujo processo criativo pode ser visto, ao jeito de perfomance, no video abaixo. Há quem fale já em obra prima, um dos álbuns do ano e a Inrocks chega a dizer que este seria, supostamente, o melhor disco dos LCD Soundsystem! Fabulosas são mesmo as imagens que acompanham o primeiro single "Her Fantasy".





sexta-feira, 17 de agosto de 2012

MIDLAKE: NOVAS CANÇÕES

Os Midlake estão de volta à estrada com a actuação em Coura depois de alguns meses de pausa para, supostamente, gravarem novos temas. No twitter confessavam o regresso aos ensaios e a apresentação de quatro novas canções o que parece ter sido cumprido. O alinhamento/setlist por nós filmado em cima do palco e que pode ser visto no video de "Bring Down" foi, salvo o erro, o seguinte:

. Winter Dies
. Roscoe
. Procession
. Life & Limb
. Bring Down
. Rulers
. Head Home
. The Morrow
. Festival
. Van Occupanther. 

Ora bem, infelizmente esta última não foi tocada por nítida falta de tempo e quanto aos novos temas aqui fica o registo possível a precisar de confirmação:








quinta-feira, 16 de agosto de 2012

WILLIS EARL BEAL + KITTY, DAISY & LEWIS + TEAM ME + MIDLAKE + PATRICK WATSON + SLEIGH BELLS, Festival Paredes de Coura, 15 de Agosto de 2012

Calças Wrangler justas, óculos Wayferer, cabelo aprumado, texanas polidas, palito no canto da boca amiúde transferido para trás da orelha (!) e uma t-shirt negra com um desenho onde se lia "Nobody". Pinta não faltava sem dúvida a Willis Earl Beal e desde que ligou o seu Revox (gravador de fita) pousado em cima de uma mesa foi impossível resistir-lhe. Vozeirão notável, entrega sublime de um rapagão agora artista mas que já foi um "Zé Ninguém" pelas ruas de Chicago e por isso saberá melhor que todos cantar as amarguras da vida. Agora oferece-nos amavelmente desenhos ou canções em directo via Skype! Desfraldou uma bandeira com o mesmo desenho empoleirado numa cadeira ao jeito de manto e a imagem ainda hoje não nos sai da cabeça. Mereceu todas as palmas que o público rendido lhe foi retribuindo e que, admirado, agradeceu com humildade! Aventurou-se na guitarra ao jeito de Hendrix para uma belíssimo "Evening's Kiss" e se este fosse o único concerto do dia, ele valeria bem os quarenta euros do bilhete, de qualquer bilhete! Magnífico.

Já no palco maior, outra surpresa! Parecem não ser destes tempos os irmãos Durham reunidos sob o nome de Kitty, Daisy & Lewis. Rock sem idade, bem feito, sem truques e que o anfiteatro já soalheiro do Tabuão recebeu de braços abertos. Rodando pela bateria e teclas, as irmãs tem na guitarra do irmão Lewis (ao que parece, um género de Jack White europeu dedicado ao vinil e avesso às tecnologias digitais) a pedra de toque exemplar. Se lhe juntarmos uma harmónica, um contrabaixo (a mãe do trio, Mama Weiss, antiga baterista das Raincoats, uau), uma guitarra-ritmo (o pai, Daddy Graeme) e um trompetista experimentado (o lendário jamaicano Eddie Tan Tan Thornton), a festa foi obviamente animada e a pedir maior duração em oportunidade futura. Saboroso.

O colectivo Team Me vêm de Noruega e não lhe foi difícil encher o palco mais pequeno. Do pouco que vimos, parecerem-nos coesos e os dez minutos de "Favorite Ghost" vincaram todos os elogios prévios. Mas havia que descer para a relva, porque a principal razão desta saltada a Coura estava prestes a começar... 

Os Midlake já em palco acertavam o som e instrumentos em cima da hora o que não era, certamente, bom sinal. Sentados na relva artificial, um quase sacrilégio à natureza do local, Erland Oye de galochas e chapéu de palha e um compincha dos Whitest Boy Alive espalhavam mostarda num pacote de batatas fritas esperando, como todos, o começo da estreia portuguesa dos texanos. Rapidamente se percebeu que o acerto sonoro não foi o melhor, mas os Midlake parece não ter notado e quando os primeiros acordes de "Roscoe" soaram esquecemos as questões técnicas e pensamos ser mesmo uma sorte tê-los ali à nossa frente em carne osso. Estrearam-se quase uma mão cheia de temas novos, mas foi com "Head Home" que sentimos a sério aquele calafrio que só as canções eternas provocam. Foi bom, podia ter sido melhor, mas ele há bandas de que, religiosamente, nunca nos devemos queixar. Amen.

Com a barriga a dar horas, aproveitamos a enchente Temper Trap para algum reconforto alimentar, mas a proximidade do palco reduzido, nas redondezas dos fornecedores de pão-com-chouriço e pizza, fez com que levássemos com uns tais Dry The River como música de fundo. Não percebemos a histeria, mas que o homem desafina...

O fenómeno Patrick Watson em Portugal parece fácil de explicar. Mesmo assim, o próprio artista ainda hoje não percebeu, como confessado ("it's crazy"), o porquê de tamanha adesão, embora desde a estreia portuguesa na Aula Magna lisboeta, onde estivemos em Março de 2008, se augurasse tamanha empatia. As canções têm brilhantismo, arranjos certeiros e uma aura vocal a lembrar Buckley's e afins ao jeito de um gosto lusitano sem idades ou gerações. Bem disposto, Watson cedo arrebatou tudo e todos os que abarrotavam a zona próxima do palco, uma dádiva pela proximidade e intensidade permitidas. Em destaque esteve o último de originais já plenamente assimilado pela maioria e por isso mesmo a provocar resposta imediata e algo exagerada em palminhas e gritinhos supérfluos a que o próprio Watson teve que pedir contenção... Mesmo depois de desligados os microfones e acendidas as luzes, a barulhenta insistência levou a que o artista regressasse para, sozinho ao piano, desfazer ainda mais uns corações  com um "The Great Escape" de coro colectivo. Não será difícil prever que o regresso a estas bandas estará para breve. Será sempre bem-vindo. 

Quanto aos Sleigh Bells, bom, até tínhamos o disco novo em boa conta, mas ao vivo a coisa roça já alguma previsibilidade e uma exagerada carga sónica a que, contudo, uma boa parte da assistência respondeu de bom grado. Sem baterista mas com duas guitarras à desgarrada, este foi, no nosso caso, um daqueles concertos a que se vai espreitando os ecrãs enquanto se bebe mais uma cerveja. Deve ser da idade e, por isso, (os) Deus que nos perdoe mas regressamos ao lar.   

NOTA: é certo que são já quatro os anos (desde o memorável espectáculo dos Mars Volta) que primamos pela ausência em Coura. Esta moda dos dois palcos com concertos ao mesmo tempo é por isso uma novidade que merecia um folheto ou um flyer onde se dessem conta dos horários das actuações. Não custava nada e nem todos temos smart-phones para consultar na hora a programação. Tendo em conta os gastos que o patrocinador principal faz em chapéus de palha e afins, a tal informação seria uma despesa irrisória... mas útil. Incompreensível. Por isso tivemos que pedir um jornal numa barraca de cerveja para tirar a limpo o quem, o onde e o quando! 
Já agora (é só má língua), mais uma ou duas barraquinhas de café (cimbalino, senhores) também calhava bem já que a única existente tinha filas incomportáveis e um serviço lamentável.      











+ videos no Canal Eléctrico.

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

ESTREIA DAS MENINAS KILBEY















Os Church foram/são uma das nossas bandas fétiche dos anos 80 e ainda hoje, sem razão aparente, continuamos a pertencer à mailing list dos australianos que nos vai dando conta da actividade contínua dos seus elementos originais. Um deles, o vocalista e compositor Steve Kilbey, mantêm uma carreira paralela de poeta e pintor, continuando a produzir novas bandas rodeado pela família e uma mão cheia de filhos. O que a tal mailing list não nos avisou é que entre essa descendência estão as gémeas Elektra e Miranda Kilbey que decidiram agora formar um duo de nome Saint Lou Lou, um pomposo e irresistível disfarce de travo dream-pop. Para já as meninas vão vagueando entre a Suécia e a Austrália e tem estreia marcada para o fim do corrente mês com o EP "Maybe You" através da casa parisiense Kitsuné. Como seria de esperar atendendo à ascendência, bom gosto e charme parecem não faltar!


domingo, 12 de agosto de 2012

NATAL É TODOS OS DIAS



Cumprindo um desejo antigo, Tracey Thorn prepara-se para editar em Outubro um disco de Natal chamado "Tinsel and Lights". São doze canções alusivas à época onde a menina recebeu a colaboração de Ben Watt, a sua cara metade nos Everything But The Girl, e de Green Gartside dos saudosos Scritti Pollitti. Entre alguns originais há muitas versões de clássicos de Jack White, Stephin Merritt, Joni Mitchel, Ron Sexsmith, Randy Newman ou Sufjan Stevens. Como bónus da edição americana, está prometida a inclusão do velhinho "25th December", original dos EBTG depositado em "Amplified Heart" de 1994. Até que sabe bem fora de época!

25th December

UAUU #38


Feist: Anti-Pioneer on Nowness.com.

3 X 2O AGOSTO













Parte do nosso pouco veraneante fundo sonoro...

. PAUL SIMON - Graceland
. ZITA SWON GROUP - A Y'i Majigin
. THE FUNKEES - Dance With Me
. SHARON JONES & THE DAPKINGS - Genuine Pt.1
. JAZZANOVA - I Can See (Funkhaus Session)
. DR. JOHN - Getaway
. THE PHENOMENAL HANDCLAP BAND - The Attempt
. LAETITIA SADIER - Fragment Pour Le Futur de L'Homme
. ESCORT - Cocaine Blues
. MAYER HAWTHORNE - A Long Time 
. DARYL HALL & JOHN OATES feat. Chromeo - I Can's Go For That
. KINDNESS - Bombastic
. DENT MAY - Fun
. TWIN SHADOW - Run My Heart
. TEAM ME - Patrick Wolf & Daniel Johns
. ARCTIC MONKEYS - The Hellcat Spangled Shalalala (live)
. WHOMADEWHO feat. John Grant - Inside World (acoustic)
. THOMAS BARFOR feat. CHLLNGR - Only Human
. TOTALLY ENORMOUS EXTINCT DINAUSAURS - Household Goods
. OBSERVER DRIFT - Tree Shadow

. LIECHTENSTEIN - Strange Ideas
. WEIRD DREAMS - Hurt So Bad
. DIIV - Human
. FRIENDS - Ideas On Ghosts
. CHROMATICS - Kill for Love (Drumless)
. DIRTY PROJECTORS - Gun Has No Trigger
. JAMES LEVY AND THE BLOOD RED ROSE - Cry Myself To Sleep
. PAUL MCCARTNEY - Ac-Cent-Tchu-Ate the Positive
. ELVIS COSTELLO & THE IMPOSTERS - God Give Me Strenght (live)
. THE DIVINE COMEDY - Charmed Life
. LEE HAZLEWOOD - Hey Cowboy
. HERB ALPERT & THE TIJUANA BRASS - This Guy's In Love... (Bacharach)
. FRANK SINATRA - Nice 'N' Easy
. TONY BENNETT - The Lady Is A Tramp
. ELVIS PRESLEY - Surrender
. ALABAMA SHAKES - Hang Loose
. LLIANE LA HAVAS - Tease Me
. ESPERANZA SPALDING - Inutil Paisagem
. MALU MAGALHÃES - Sambinha Bom
. CAETANO VELOSO - Sampa (Live Carnegie Hall)

. ANTÓNIO CARLOS JOBIM - Samba do Avião
. JOSH ROUSE - Fine, Fine
. ZOO KID - Rock bottom
. WILCO - Whole Love (iTunes)
. THE WALKMEN - We Can't Be Beat
. THE WEDDING PRESENT - The Girl From DDR
. FIELD MUSIC - Just Like Everyone Else
. DJANGO DJANGO - Hail Bop
. FANFARLO - Dig
. ROXY MUSIC - Dance Away
. THE ROLLING STONES - Dead Flowers
. RUFUS WAINWRIGHT - Out Of The Game
. DESTROYER - European Oils
. SAINT ETIENNE - When I Was Seventeen
. THE RADIO DEPT.  - Bachelor Kisses (Go Betweens)
. GEORGE HARRISON - My Sweet Lord (demo)
. BEN HOWARD - Old Pine
. HOSPITALITY - Sleepover
. THE AMAZING - International Air
. FATHER JOHN MISTY - Fun Times in Babylon

terça-feira, 7 de agosto de 2012

(É SÓ UM) NOVO VIDEO PARA TOM


Afinal tamanho suspense era só um novo video para "Hell Broke Luce" dirigido pelo fotógrafo Matt Mahurin. Quem suspirava por uma nova digressão vai ter que esperar... como sempre!

PLANANDO!

Será difícil escolher a melhor canção de "Mid Air", o álbum que marca o regresso a solo de Paul Buchanan, mas "Buy A Motor Car" é uma das que mais merecerá a edição em single. Sai digitalmente a 20 de Agosto na Newsroom Records e é acompanhada por uma leve e elegante remistura da responsabilidade de Robert Bell, membro dos Blue Nile. Ambas tem direito a videos planantes...



CAETANO 70
















Há um novo disco tributo, uma discografia imensa para ouvir ou descarregar e muitos motivos para festejar. Certo é que Caetano Veloso continua a fazer o mais importante - a compor e a gravar um trabalho inédito com saída marcada para Novembro e não pretende comemorar a chegada a "setentão" que hoje se assinala... 
De qualquer forma, parabéns!    

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

FRESQUINHO!





















Uma canção de nome "Look On The Bright Side" de um tal Levek fez parte das nossas listas e mais listas do ano passado mesmo que tenha sido já editado no final de 2010. Da responsabilidade de David Levesque, músico de Orlando, a sua frescura e sonoridade retro-soul cativou-nos desde logo mas não mais ouvimos falar do projecto. Até hoje. Há um álbum prontinho a editar em Setembro pela Lefse, um single viciante de escuta obrigatória que abaixo se reproduz e ainda uma outra canção em exclusiva audição no site da Pitchfork, ambas a incluir em "Look a Little Closer", o tal trabalho de estreia em formato longa duração. Prometedor, no mínimo!

UAUU #37

sábado, 4 de agosto de 2012

KINDNESS COM TROUBLE FUNK

O tema "That's Alright" dos Kindness é um irresistível agitador de dança tal como podemos comprovar na passagem apoteótica pelo Hard Club em Junho passado. A canção tem por base um sample de "Still Smokin" dos Trouble Funk, mítica banda de Washinghton e que agora se juntou em palco ao próprio Adam Bainbridge/Kindness para isto...   

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

DAMIEN JURADO EM 25 MINUTOS

Caído do céu, surge agora um documentário sobre Damien Jurado, a sua cidade natal, Seattle, as influências originais e o viciante "Bookends" de Simon & Garfunkel ou de como e onde nasceu "Maraqopa" o último e grande disco de originais. Chama-se "Audio-files" e é, obviamente, um must see

O QUE É ISTO, TOM?
























????

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

KIM GORDON + IKUE MORI, C. C. Vila Flor, Guimarães, 1 de Agosto de 2012






















"Na música, a improvisação é principalmente a habilidade de, simultaneamente, produzir e interpretar, dentro de parâmetros harmónicos ou rítmicos, melodias, ritmos ou vocalizações. Se a peça musical é uma canção, também pode aplicar-se à criação e interpretação de letra dentro da mesma. Para poder improvisar, um intérprete deve ter um bom controle dos parâmetros dentro do que trabalha; do contrário, a música que cria pode soar ou parecer incongruente. Isto é particularmente certo quando o intérprete não toca sozinho. Em um sentido mais informal, também refere-se à composição instantânea de música." (Wikipedia).

Atendendo a esta definição de improvisão, certamente uma de muitas, a perfomance de Kim Gordon e Ikue Mori na sala mais pequena e, por isso esgotada, do Vila Flor assenta-lhe na perfeição. Claro que continuamos a ter muitas dúvidas sobre o que verdadeiramente foi improvisado e aquilo que foi, diríamos, recriado. Há um disco da série SYR gravado em conjunto em 2000 que pode funcionar como guião prévio, mas os cinquenta minutos de duração da experiência em palco atestaram uma dureza tormentosa de difícil adesão mas, mesmo assim, sem desistências aparentes. Guitarra, voz e muitos samples preencheram uma alucinante sequência de imagens de fundo, uma criação sempre naquele limite do sustentável vanguardista a que o mundo diverso dos Sonic Youth sempre nos habituou. Para o bem e para o mal, memorável!  
(video HugTheDj)

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

VOTEM!

Como devem ter já percebido, esta casa tem nos Wilco uma banda de referência, de culto se quiserem! A paixão é partilhada com o amigo HugTheDj que precisa agora da ajuda de todos e mais alguns num concurso de fotografia promovido pelos próprios Wilco. A temática envolve o nome do grupo, a natureza e o ambiente e a imagem fabulosa captada numa praia gaiense que acima se reproduz foi entretanto seleccionada como finalista. Sendo assim, é só seguir o link e votar na única participação com origem em Portugal, país orgulhosamente à beira mar plantado como bem documenta a fotografia. Votem e espalhem a notícia!