domingo, 30 de novembro de 2014

(RE)LIDO #67





















NICK DRAKE  
PERPÉTUEL AUTOMNE - BIOGRAPHIE
de Laurent Toquet. Paris: Éditions Publibook, 2012
A edição francesa de um livro inédito sobre Nick Drake teria, à partida, fortes motivos de atracção. O músico teve uma ligação importante a França por onde andou à boleia na companhia de amigos de colégio (Verão de 1965), sendo a sua passagem por Aix-la-Provence (Verão de 1966) uma fase decisiva de inspiração, aprendizagem e crescimento da sua personalidade e, consequentemente, da sua música. Neste âmbito, diga-se desde já, este pequeno livro é uma desilusão. Ao longo de 65 páginas o autor limita-se a copiar e repetir histórias e factos banais, o que nos leva a questionar a sua pertinência e contributo. A biografia pioneira de Patrick Humphries está traduzida para francês desde 2009 e, assim, a utilidade da edição só pode ser uma: concretizar o desejo de alguém que um dia leu que Robert Smith era fã de um tal Nick Drake que ele desconhecia, partir à descoberta difícil da sua música numa França dos anos 80 e sem discos editados, ler alguns artigos de jornal e revista e, quase em auto-publicação como se depreende da editora em causa, contar a história insossa e sem qualquer rasgo de inspiração. Pretensioso, especulativo e inconsequente, até o suposto humor negro é de um mau gosto atroz. Para riscar da lista e esconder atrás da estante! Cruzes...

Sem comentários: