domingo, 26 de março de 2017

IRON & WINE: EM ABRIL ANDA À RODA!

























O inevitável Record Store Day de 2017 aproxima-se e entre as centenas de discos exclusivos agendados para essa data está um limitado e apetitoso 12 polegadas de vinil azul de Iron & Wine denominado "Archives Series Vol.3" com duas canções antigas mas ainda inéditas datadas de 1999 e 2001: "Stranger Lay Beside Me" já há muito rodada ao vivo e "Miss Bottom of The Hill". O petisco em número limitado mas generoso (2 mil rodelas) tem um condimento atractivo - cinco dos vinis a editar pela própria editora do artista - a Black Cricket Recording Co. - incluirão um bilhete dourado que dará ao felizardo e um acompanhante a entrada gratuita em todos do concertos de Sam Beam durante toda a vida, leram bem! No próximo dia 22 de Abril começa a andar à roda... o vinil, esperamos, e a lotaria!

quinta-feira, 23 de março de 2017

ROOSEVELT, TOCA A MEXER!

Os Roosevelt foram um dos grandes animadores do Primavera Sound do ano passado à custa de um disco cheio de grandes canções. A escolha é difícil, mas "Moving On" é a mais irresistível das irresistíveis e merecia uma rodelinha pequena de vinil...

MARK EITZEL, À ESPERA!

Enquanto não chega a nossa vez, aqui fica um pouco de poesia sonora... da boa!

terça-feira, 21 de março de 2017

UAUU #375

MARK KOZELEK, SEMPRE A BOMBAR!





















Ainda agora começamos a descobrir a sério o último álbum dos Sun Kill Moon, o tal onde Mark Kozelek se declara abertamente conquistado pela cidade do Porto na canção "I Love Portugal", quando se anunciam uma série de outros registos do músico do Ohio na sua editora Caldo Verde Records. O primeiro em nome próprio, cá fora dia 1 de Abril via iTunes ou em oferta em qualquer encomenda, é o Ep "Night Falls" que inclui, entre os cinco temas, uma cover de "Famous Blue Raincoat" de Leonard Cohen e um versão acústica do referido "I Love Portugal". Para o início de Maio está prometida a segunda aventura da parceria Jesu/Sun Kill Moon que junta Kozelek ao inglês Justin Broadrick. Do disco intitulado "30 Seconds To The Decline of Planet Erath" são já conhecidas três faixas - "He's Bad", onde se confirma a aversão a Michael Jackson; "The Greatest Conversation Ever in the History of Universe", tema composto antes da eleição de Trump mas que foi posteriormente aproveitado para a campanha "30 Days 30 Songs" que preconiza uma América livre do fardo presidencial e "Needles Disney" que pode ser escutado no site oficial.  O disco, que foi registado em Novembro passado aquando da digressão do projecto por terras inglesas e norte-americanas, tem na imagem de capa, a de cima, uma paisagem que talvez sugira um passeio por uma qualquer praia portuguesa...





Entretanto, Kozelek integra um notável grupo de músicos apostados na reabilitação merecida de Kath Bloom, artista norte-americana que tem pronto o seu décimo nono álbum chamado "This Dream Of Life" e que saiu já no dia 10 de Março com o selo da Caldo Verde. O registo é o resultado de longas inspirações espalhadas pelos cinco últimos Invernos em Los Angeles, tendo Bloom dormido no estúdio aquando da gravação final e onde recebeu a ajuda de Avi Buffalo, Imaad Wasif e do próprio Mark Kozelek. O corrente ano marca também o regresso aos palcos, digressão que talvez alcance o velho continente.


segunda-feira, 20 de março de 2017

É O PORTO, CARAGO!






















Quem esteve com atenção no Festival de Paredes de Coura de 2015 reparou com certeza na parceria vocal e instrumental das irmãs Crutchfield durante o concerto de Waxahatchee, um projecto comandado pela mana Katie e que, mesmo com inúmeros problemas técnicos, recebeu forte aplauso do público. Entretanto, a mana Allison Crutchfield lançou no início deste ano o primeiro álbum a solo chamado "Tourist in This Town" e é curioso que uma das melhores canções do registo tenha a seguinte passagem lírica:

I was in Porto this time last week
Drinking champagne sangria on the rocky beach
And I was angry with you but I still wondered if you miss me

O motivo do desabafo talvez se chame "Charlie", nome do tema, mas a inspiração imagina-se que tenha acontecido nesse verão de 2015 antes ou depois do concerto de Coura com algumas sangrias de final de tarde ali para os lados da Foz ou do Castelo do Queijo...

domingo, 19 de março de 2017

UAUU #374

CHUCK BERRY (1926-2017)

















Serão precisas poucas palavras para demonstrar a importância de Chuck Berry para a história da música. Hoje, Dia do Pai, marca a partida do verdadeiro gerador do rock e tudo à volta... Peace!

segunda-feira, 13 de março de 2017

BOB DYLAN: 1 2 3, DIGA LÁ OUTRA VEZ!





















O inesperado laureado Bob Dylan está de volta ao que melhor sabe fazer, isto é, cantar canções! O novo trabalho "Triplicate" sai pela Columbia no final do mês e é, mais uma vez, um concentrado notável de versões de clássicos e standards americanos registados nos estúdios da Capitol em Hollywood ao lado da banda que o acompanha ao vivo. Escolherem-se trinta temas devidamente alinhados tematicamente em três diferentes sequências aos quais se deram títulos alusivos - "Til The Sun Goes Down", "Devil Dolls" e "Comin' Home Late". O trabalho triplo constitui-se como o trigésimo oitavo registo de estúdio do artista, foi produzido por Jack Frost, ou seja, pelo próprio Dylan e está já disponível em pré-encomenda numa caixa especial de vinil. Aqui fica, como convêm, uma tripla dose de classe...






domingo, 12 de março de 2017

PASCAL PINON, Auditório de Espinho, 10 de Março de 2017

Mesmo distantes, sempre sentimos que a natureza e a paisagem islandesa tem na música uma extensão sensorial que múltiplas bandas e artistas nativos conseguiram espalhar magistralmente por todo o lado. As irmãs Akadóttir, duas jovens que adoptaram o nome de Pascal Pinon numa alusão a um artista circense de suposta dupla cabeça num só corpo, são só mais um perfeito exemplo dessa capacidade inconfundível de nos pôr a viajar de olhos fechados a partir da música mesmo que sejam canções ouvidas pela primeira vez. Ao leme da jornada de ontem esteve Jófridour, regressada ao norte do país por onde andou o ano passado, tendo sido a irmã Ásthildur substituída por uma discreta parceira de palco que, inexplicavelmente, não chegou a ser sequer apresentada... O cruzamento de temas antigos, canções do disco a solo e mesmo alguns inéditos por editar, permitiu à plateia a partilha de uma notável série de delicadas vibrações que alcançaram um patamar subliminar quando ao duo se juntou um quarteto de cordas constituído por jovens alunos da academia espinhense. Essa simples e esforçada contribuição deu ao concerto um tónico ainda mais precioso e entusiasmante, principalmente numa inesquecível "peça" intitulada provisoriamente de "My Work" e que deveria merecer uma apropriada edição oficial. Irrepetível e, por isso, único!    



sexta-feira, 10 de março de 2017

MANUELA É NOME DE BANDA!





















Enquanto se aguardam novidades quanto a um novo trabalho dos Franz Ferdinand, o seu guitarrista Nick McCarthy juntou-se literalmente à esposa Manuela Gernedel para gravar uma série de canções simples e descomprometidas sob o nome de Manuela. O álbum homónimo a sair pela Lost Map no final do mês tem já dois adiantamentos sonoros que ajudam a perceber o género diferenciado que McCarthy pretendeu alcançar, ele próprio um verdadeiro explorador sonoro e multi-instrumentista encartado mas que não dispensou a ajuda de velhos compinchas dos Django Django (Jim Dixon), Mystery Jets (William Reese), Veronica Falls (Roxanne clifford) e Paul Thomson, parceiro baterista nos Ferdinand! O resultado final é, como confessado, um "outro género de música"...




quinta-feira, 9 de março de 2017

DIA DO PIANO, ESTÁ AÍ ALGUÉM?












Para que precisa o mundo de um Dia do Piano? A resposta do seu criador, o alemão Nils Frahm, é simples - não magoa ninguém, do pianista ao construtor ou afinador mas, principalmente, o ouvinte! Para o próximo dia 29 de Março está marcada a terceira edição recaindo a data no octogésimo oitavo dia do ano, precisamente o número de teclas do famoso instrumento. O desafio será haver pelas redondezas um ou mais eventos comemorativos que se juntem ao extenso programa já definido por esse mundo fora. O concerto de amanhã de Lubomyr Melnyk em Coimbra poderá ser, sem dúvida, uma grande inspiração...

UAUU #373

quarta-feira, 8 de março de 2017

LAETITIA SADIER, JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!




















A subtileza das canções que Laetitia Sadier habitualmente canta, plenas de uma melancolia em dose certa, parecem perfeitas para o lindo dia de hoje. Dos três temas conhecidos do novo álbum "Find Me Finding You" que a Drag City edita no dia 24 de Março emana uma sonoridade refrescante a que não é alheia a colaboração com outros músicos como Emmanuel Mario, Xavi Munoz, David Thayer ou Mason le Long. Assumido, então, está o nome da banda como Laetitia Sadier Source Ensemble que recebe ainda a ajuda de Alexis Taylor dos Hot Chip no tema "Love Captive". Para o efeito, há já video realizado pela própria com a ajuda do velho amigo David Tahyer. A intensa digressão já marcada, mas ainda sem datas por perto, será por isso a oportunidade certa para fazer alargar ainda mais a magia e harmonia das canções e, certamente, a contínua e forte luta contra as injustiças deste mundo. O Dia da Mulher que hoje se evoca tem aqui um exemplo perfeito de convicção e acção!





terça-feira, 7 de março de 2017

FLEET FOXES, YES!





















Temos ainda muitas dúvidas de como é que os Fleet Foxes vão conseguir fazer melhor música que em qualquer dos dois álbuns anteriores. O primeiro, já lá vão quase dez anos, era uma obra prima sem rodeios nem idade; o segundo, de 2011 chamado "Helplessness Blues", foi em crescendo um daqueles discos intocáveis e sempre surpreendente que talvez tenha desgastado a banda mas que aguçou ainda mais o apetite. O louvado regresso que se anuncia para Junho tem onze novos temas reunidos sob o título de "Crack-Up" e que tem no single de avanço um sério aviso quanto ao calibre que se pretende atingir. Uma canção estrondosa! E há digressão marcada...      

ZIGGY STARDUST, APARIÇÃO ÚNICA!





















Promovida pela revista "Mojo", decorre hoje um pouco por toda a Europa a projecção única do filme "Ziggy Stardust And The Spiders From Mars" dirigido por D.A. Pennebaker e que documenta o concerto de David Bowie no Hammersith Odeon de Londres no dia 3 de Julho de 1973. O registo, dito amaldiçoado pelo anúncio do próprio artista como "o último concerto que vamos fazer", marcou o "enterro" de Ziggy Stardust, personagem mítica criada um ano antes para o conceptual álbum homónimo sobre uma mensageira estrela rock extraterrestre. O serão de hoje terá ainda a estreia de um novo documentário produzido pelo magazine inglês onde o editor Phil Alexander conversa com Woody Woodmansey, baterista da banda The Spiders From Mars e autor do livro "My Life With David Bowie: Spider From Mars" agora publicado pela Sidgwick & Jackson. O evento acontece em exclusivo na sala 11 dos Cinemas UCI do Arrábida Shopping pelas 21h30.



segunda-feira, 6 de março de 2017

PREFAB SPROUT E A AMÉRICA!

Tal como nos últimos anos, o regresso do barbudo avozinho Paddy McAllon aos originais surgiu de mansinho e sem aviso através de um video postado na conta de um tal Keith Armstrong, talvez o fundador da editora inglesa Kitchenware que lançou os Prefab Sprout em 1983. O tema "America" parecer ter sido registado por um telemóvel tal como sugere o The Gurdian, jornal que aproveita para documentar a relação da banda e do seu mentor com aquele país agora tão badalado não pelas melhores razões. Ficamos, ansiosamente, à espera de mais surpresas de uma das nossa bandas de eleição...

UAUU #372

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

QUARTO DUPLO PARA COCKER & GONZALEZ




















A parceria que agora se anuncia entre Jarvis Cocker e Chilly Gonzalez parece, numa primeira impressão, estranha. Certo é que a dupla há muito que projecta a edição de um trabalho em conjunto, ideias certamente trocadas e assentes entre muitas gargalhadas e piadas ou não fossem os dois eminentemente sarcásticos. Publicamente e para além de algumas aparições em concertos ao vivo, pegaram na canção "I'm Still Here" de Stephen Sondheim e adaptaram-na em 2012 para a comédia musical "Follies", talvez o primeiro grande sinal de que algo de sério poderia acontecer. O próximo dia 29 de Maio marca, então, a concretização dessa aspiração - um álbum conceptual de nome "Room 29" com selo da clássica Deutch Gramaphon que reflecte a estadia de Cocker no quarto 29 do hotel Château Marmont de Sunset Boulevard em Los Angeles. Por ali passaram um conjunto diverso de personagens (supostamente e por exemplo, Clara, filha de Mark Twain ou a actriz Jean Harlow) que serviram de inspiração para um conjunto de metáforas plenas de fantasia e assombração traduzidas em trechos clássicos, excertos de filmes e teatralidades inéditas ou de compositores como Gato Barbieri, Ryuichi Sakamoto ou Jason Beck. Para o efeito foi utilizado o mítico estúdio parisiense Ferber sob produção de Renaud Letang, colaborador assíduo de Gonzalez e onde participam a flautista Nathalie Hauptman, a cantora Maud Techa, o trompista Hasko Kroeger e o Kaiser Quartett de Hamburgo. Curiosa ainda a colaboração de David Thomson, icónico historiador de cinema que foi entrevistado por Cocker no próprio hotel em 2014 e cujos excertos da conversa são esporadicamente usados ao longo do disco, data que serviu também para o registo de um poético video para o lindíssimo tema título e que agora se disponibiliza. O projecto tem já diversas apresentações ao vivo em Março agendadas para a Alemanha e Reino Unido.