quarta-feira, 31 de agosto de 2011

NOVO VIDEO DOS DESTROYER








Um grande disco, grandes canções e também grandes videos dos Destroyer. Quanto ao concerto no Sudoeste, há pelo menos um registo a provar que eles estiveram por cá... Filmado nas ruas de Vancouver, o novo clip para "Savage Night At the Opera" inclui, pela primeira vez, uma aparição do senhor Dan Bejar bem lá para o fim. Quanto à cidade, dá vontade de emigrar!   


Destroyer - Savage Night at the Opera from Merge Records on Vimeo.

BONS ARGUMENTOS


















O anunciado novo EP de Jens Lekman tem já uma curiosa edição em picture disc disponível na loja online. Um bom argumento, sem dúvida, para a sua aquisição, mas o melhor é mesmo o balanço genial do tema título. Ora toca lá a bater o pezinho...

Jens Lekman - An Argument With Myself by theinsound

terça-feira, 30 de agosto de 2011

MAIS UM PARA CASS McCOMBS

















Como se já não bastasse a edição recente do excelente "Wit's End", Cass McCombs tem um segundo álbum de originais para edição em novembro via Domino! O disco intitulado "Humor Risk" foi gravado em diversas cidades americanas e é, ao que parece, mais ritmado e agitado que o antecessor, tendo contado com a ajuda do velho amigo Ariel Rechtshaid na produção. Um dos oito novos originais - "The Same Thing" - está já em pré-escuta e download.  

Cass McCombs - The Same Thing by DominoRecordCo

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

WILCO EM VIGO


















Sabíamos há muito da próxima digressão dos Wilco por terras espanholas. Contudo, a distância e os preços dos bilhetes para as cidades para onde foram marcados os concertos (Madrid, Bilbao, Donostia e Barcelona), deitavam por terra qualquer aspiração. Como por milagre, a banda de Jeff Twedy anulou o concerto de Bilbao e agendou um novo para Vigo no próximo dia 4 de novembro, sexta-feira, ainda por cima a preços convidativos (40 €), certamente pelo recinto (Pavilhão As Travesas) não implicar lugares sentados. Os Wilco, que são muitos grandes em Espanha, esgotaram já a data madrilena com entradas a mais de 90€ e os 2.500 bilhetes para Vigo vão pelo mesmo caminho. O evento insere-se num ciclo intitulado "It Happened in... Vigo" promovido pelo amigos da Sinsalaudio e incluirá outras bandas para o mesmo dia, razão pela qual a hora de arranque do espectáculo é às 19h00. Relembra-se que o novo álbum "The Whole Love" sai em final de setembro, disco que pouco a pouco se vai conhecendo através do youtube e que motivou já a construção de bicicletas especiais!  



KINGS OF FUN





... acreditem que é verdade!

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

3 X 20 AGOSTO











Estas são só as primeiras 60 canções para levantar voo. 
A lista é, obviamente, muito mais abrangente...
BOAS FÉRIAS!

. AFROCUBSIMO -  A La Luna Yo Me Voy
. BRIAN WILSON - 'S Wonderful
. BEIRUT - O' Leaozinho (Caetano Veloso)
. CAETANO VELOSO - Lapa
. CIBELLE - Esplendor (Refreshed)
. CHICO BUARQUE - Sem Você 2
. AFONSO PAIS & JP SIMÕES - A Marcha Dos Implacáveis
. MÁRCIA - A Insónia
. NORBERTO LOBO - Fala mansa
. BILL CALLAHAN - Free's
. IRON AND WINE - Rabbit Will Run
. FLEET FOXES - Bedouin Dress
. VETIVER - Fog Emotion
. PAUL SIMON - Questions for the Angels
. ALELA DIANE - Desire
. THE SAND BAND - Set Me Free
. AMERICA - Old Man Took
. U.S. ROYALTY - Monte Carlo
. JUNIP - It's Alright
. LEISURE SOCIETY - Into the Murky Water
. JONATHAN JEREMIAH - Happiness
. SEU JORGE & ALMAZ - Everybody loves the sunshine
. MICHAEL KIWANUKA - Tell Me A Tale
. LEVEK - Look on the Bright Side
. MAYER HAWTHORNE - You've Got The Makings Of A Lover
. RICHARD SWIFT - Broken Finger Blues
. POOH BEAR - Valerie (Slowed Down)
. BOOKER T. JONES - Representing Memphis (Feat. Matt Berninger & Sharon Jones)
. DANGER MOUSE & DANELE LUPI - Season's Trees
. CHARLES BRADLEY - Since Our Last Goodbye
. SHAWN LEE'S PING PONG ORCHESTRA - Rehab (Winehouse)
. AMY WINEHOUSE & QUINCY JONES - It's My Party (Leslie Gore)
. JENELLE MONAE - Oh, Maker
. ALOE BLACC - Miss Fortune
. DJ SHADOW - I've Been Trying (LP Version)
. THE WEEKND - The Party & The After Party
. BLACK KEYS - Ten Cent Pistol
. DIRTY BEACHES - True Blue
. EL GUINCHO - Bombay
. NEON INDIAN - Terminally Chill
. BATTLES - Inchworm
. YOU CAN WIN, CHARLIE BROWN - Little Beam
. LYKKE LI - Jerome (Acoustic Session)
. ANNE CALVI - No More Words
. EDDIE VEEDER - Sleeping By Myself
. ARBOREA - Careless Love
. SUN KILL MOON - Sam Wong Hotel
. HEIRLOOMS OF AUGUST - Anyway, Sweetness
. PJ HARVEY - Hanging In The Wire
. CONNAN MOCKASIN - It's Choade My Dear
. ANTONY & JOHNSONS - My Lord My Love
. CASS McCOMBS - Pleasant Shadow Song
. PATRICK WOLF - The Days
. BEIRUT - The Rip Tide
. SCOTT MATTHEWS - Obsession Never Sleeps
. DEATH CAB FOR CUTIE - You Are A Tourist
. WILD BEASTS - Albatross
. DAMIEN JURADO & RICHARD SWIFT - Radioactivity (Kraftwerk)
. AU REVOIR SIMONE - Boys Of Summer (Don Henley)
. LETTING UP DISPITE GREAT FAULTS - Sophia In Gold

(RE)LIDO #35


















LETTERS TO EMMA BOWLCUT
de Bill Callahan. Chicago: Drag City, 2010
Como qualquer admirador do homem que compôs alguns dos mais brilhantes álbuns da última década, quer à frente dos Smog quer em nome próprio, tinhamos imensa curiosidade em espreitar de que forma Callahan se portava como escritor. Infelizmente, somos levados a considerar que a diferença é abismal. Não há nas 62 cartas escritas à tal Emma Bowlcut um fio condutor, um sentido, ou uma uniformidade. Talvez fosse esta a intenção do autor, ou seja, confundirmo-nos, sem que, contudo, saibamos quem é afinal e o que sente a sua correspondente. As temáticas são aleatórias e podem remeter para uma ida ao dentista ou para a compra de umas botas num armazém de caça, mas o sentido de humor, o sarcasmo ou sátira implícitas não são sequer discerníveis. Há uma mulher que está longe, que supostamente conhece o autor dos textos, mas sobre ela nada sabemos, o que realmente se torna desmotivador. Como livro de ficcção, há um travo de desilusão página após página, uma "novela epistolar" inconsequente, escrita, às tantas, entre digressões e pausas artísticas, mas que talvez possa servir de inspiração lírica para alguns dos seus sempre brilhantes temas musicais. Ou seja, entre ter um livro de Callahan na cabeceira ou uma única canção da sua autoria no iPod, não será muito difícil escolher. Melhor era tê-lo, sem dúvida, no banco traseiro do carro a cantar só para nós...           

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

UM OUTRO AGOSTO
















O mês de Agosto, tradicionalmente sinónimo de calor, euforias e enchentes litorais, continua, a norte, nubolosamente traiçoeiro e friorento. São, pois, muitas as razões para um pouco de música calma de raiz tradicional e que pode fazer esquecer a toalha, a areia e o sal na pele. Basta reparar na capa do disco "Forever the Moon" dos Heirlooms of August para nos fazer lembrar que existe um outro verão mais solitário e sem o azul no céu... A banda é um projecto de Jerry Vessel (Red House Painters e Sun Kill Moon) a que se juntaram elementos dos American Music Club e do grupo de Ani Difranco. O disco foi gravado, sem pressa, no vale de San Joaquin na California e editado em Junho passado na label de Mark Kozelek, a já mítica Caldo Verde Records. Por estes dias, sabe mesmo muito bem.  


















Por falar em Kozelek, o anunciado documentário dirigido pelo amigo Cameron Crowe tem data marcada de edição para o próximo dia 16 de Agosto. O filme, simplesmente denominado "On Tour. A Documentary", foi rodado durante a digressão americana e europeia de 2010 e 2011 e apresenta, a preto e branco, um Kozelek a solo, entre quartos de hotel, backstages e concertos. Nada dado a intimidades e flashes, esta é uma boa oportunidade de descobrir o que se esconde por trás de um tímido artista com quase vinte anos de carreira, mas que, inesperadamente, fez parte como actor da banda virtual Stillwater que Cameron Crowe filmou em "Almost Famous/Quase Famosos" (2000). Aqui fica uma das cenas da película com Elton John à mistura e um Kozelek de óculos escuros...

GRANDE MUSICOL


















Os Loney Dear são um projecto a solo do sueco Emil Svanängen, músico dos sete instrumentos e que é uma antiga paixão sonora desta casa desde 2007. Nesse ano ainda passou pelo Sudoeste mas ninguém lhe ligou nenhuma, o que acontece frequentemente ao desgraçado do Emil (o Guardian chama-lhe miserabilista...), já habituado a um reconhecimento restrito mas, mesmo assim, merecido. Volta e meia torna a insistir e ainda bem! Prometido para Outubro está um novo álbum de nome "Hall Music", título por certo nada inocente e alguns dos temas rodam já pela rede. É o caso de "My Heart", de "What Have I Become?" com voz da amiga Malin Stahlberg e deste "Young Hearts", aqui numa versão caseirinha. Ânimo, caro Emil!   


Loney dear - Young Hearts from Loney dear on Vimeo.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

FAROL #95










Parece mentira mas o álbum "Is This It" dos Strokes já faz dez anos! Lançado em 30 de Julho de 2001, nunca a banda conseguiria melhor que isto. Em jeito de tributo, o site Stereogum está a oferecer onze versões, tantas quantos os originais do disco, a que aderiram, entre outros, os Morning Benders, Real Estate, Owen Pallet ou Peter Bjorn & John. Get stroked... 

Lykke Li - Jerome (The Lost Session) from Lykke Li on Vimeo.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

CHRIS LIGHTCAP'S "BIGMOUTH", Jazz no Parque, Serralves, 30 de Julho de 2011














A edição vinte do Jazz no Parque teve sábado passado o seu epílogo. Coube ao contrabaixista Chris Lightcap e ao seu quarteto "Bigmouth" a honra da despedida a que respondeu uma plateia composta mas sem esgotar. Se na semana anterior tinha sido um trio de trompetes inusual a brilhar (Dave Douglas e compinchas), o concerto de Lightcap ficou marcado, sem dúvida, pela estupenda dupla de saxofonistas tenores Tony Malaby e Chris Cheek. Não que o baixo do próprio Lightcap, a bateria de Gerald Clever e o rhodes e piano de Craig Taborn não mereçam também largos elogios, mas foi na paleta sonora dos dois saxofones que se denotou a talentosa composição de Lightcap, um mosaico de influências que alcança, sem medo, aquele som old-school da soul ou do rock. Exemplos desta estética foram "Celabratory" e "Blues for Carlos" retirados do disco de 2003 "Bigmouth", mas não faltaram outros  temas de elevada estatura, muito por culpa do álbum "Deluxe" gravado para a Clean Feed portuguesa e considerado um dos melhores discos de jazz de 2010. Para o provar, aqui ficam alguns desses momentos categóricos.