domingo, 8 de setembro de 2013

THE DIVINE COMEDY/NEIL HANNON, Manta, CC Vila For, Guimarães, 7 de Setembro de 2013
















Se a versão teatro/Inverno da passagem de Neil Hannon/The Divine Comedy por Guimarães em Novembro de 2010 tinha sido já memorável, a versão jardim/Verão que ontem passou pelo magnífico espaço do Palácio Vila Flor não lhe ficou atrás. Anfiteatro cheio, mantas esticadas e lotadas sobre a relva e famílias inteiras com crianças na frente do palco gozando o livre acesso e as canções de um compositor para todas as idades. Hannon entrou de garrafa na mão, um tinto alentejano "Monte do Outeiro" que foi esvaziando para o copo ao longo da noite, requisito indispensável para fazer crescer a informalidade e a conversa habituais, usando de alguns truques já conhecidos, como o do manager que entra em palco para mudar o da capo para umas oitavas abaixo (durante "Perfect Lovesong"), o de não saber assobiar ou uns tantos esquecimentos de líricas ou tons de piano... Sem álbum novo em nome próprio para apresentar, o alinhamento em jeito de best of foi um primor. De "Your Daddy's Car" logo no começo, passando por "Generation Sex", "National Express" e "Frog Princess", houve tempo para algumas das nossas perdições predilectas - "The Summerhouse", "A Lady Of Certain Age" e "Our Mutual Friend" - e até uma lindíssima versão de "Hounds of Love" de Kate Bush. Noventa minutos de muita classe ou não fossem muitas destas canções verdadeiros pedacinhos de emoção da nossa e a de muitas vidas que não estão sujeitas a envelhecimentos ou enrugamentos precoces. Clássicos... I like it, we like it, he definitly like it!                 















2 comentários:

carlos mendes disse...

Parabéns pelo excelente post :)foi sem dúvida um magnifico concerto

Richard Curen disse...

I like I like I like