sexta-feira, 10 de novembro de 2006



(RE)VISTO #1
U2 ZOO TV LIVE FROM SIDNEY 1993
I have a vision… Television!

Agora que nova ofensiva comercialóide se aproxima, falamos aqui dos U2, mas daqueles que valem (valeram?) a pena. Já lá vão treze anos mas o impacto da ZOO TV Tour é inesquecível. O DVD recentemente editado refere-se a um dos concertos dessa digressão, o de Sidney. Para alguem que, como nós, assitiu em Alvalade, juntamente com mais 60 mil almas, a um “estouro” desta natureza, as recordações e vibrações são ainda especiais. Na prática, os U2 montaram um estúdio na estrada, numa época de ascenção da televisão por cabo e do video, satirizando os seus pecados e virtudes, suportado por um dos seus melhores albuns- Achtung Baby. O início da festa, ao som de “Televison Drug of the Nation” dos Disposable Heroes of Hipocrisy e de “Zoo Station” e “The Fly” numa multiplicidade de ecrans, sons e luzes, manteve a boca aberta durante algum tempo da maioria dos “telespectadores”. Recordações fortes também daquela componente mais acústica no meio do público e que o DVD também (tão bem) documenta. Curioso, nessa ocasião veêm-se algumas máquinas fotográficas no público. Comparando, com a digressão de ano passado, o novo estádio de Alvalade era um único e gigante telemóvel/câmara e cada um de nós (quase) uma estação de TV! Sem contemplações, numa ritmada e pujante prestação rock, o primeiro DVD referente ao concerto funciona como registo de um momento incontornável e original, constituindo um marco na história do rock! Muita atenção para o segundo DVD com vários extras e documentários (um notável sobre os automóveis Trabant, utilizados no palco) e um momento imperdível e hilariante – o Video Confessionário, muito antes do BigBrother! Ele aqui fica ;-)

3 comentários:

karmatoon disse...

A propósito, não me querem explicar porque é que, poucos anos após o lançamento de duas colectâneas de singles - obviamente um best off enormíssimo - os rapazes de Dublin se lançam novamente numa tentativa comercialóide de editarem os seus hits?
É que na minha opinião estes já morreram há muito e já começam mesmo a cheirar mal. E ainda insistem em recordar-nos disso ao editar um novo single - segundo os próprios o bombom desta colectÂnea - que é totalmente inócuo, desinteressante, despropositado e sensaborão...

Miguel disse...

A MJBlige e os Green Day também não ajudam nada...

karmatoon disse...

Credo, tens razão. Até me deu um arrepio na espinha...