segunda-feira, 22 de junho de 2009

JUDY COLLINS, Casa das Artes, V.N. de Famalicão, 20 de Junho de 2009



Contrariamente ao anunciado, o concerto de Famalicão não marcou a estreia de Judy Collins em Portugal. Como ela própria confirmou, já conhecia o país duma Festa do Avante nos anos oitenta e falou também de um concerto anterior no Porto… Na Jo Jo’s de Cedofeita, onde esteve sorridente e a espalhar simpatia na Sexta-feira à noite, não houve qualquer referência a este suposto espectáculo, mas ali pudemos confirmar a beleza da sua presença e aquele olhar que parece não ser deste mundo e pelo qual Stephan Stills se apaixonou ao ponto de lhe dedicar uma canção (“Suite: Judy Blue Eyes” dos Crosby, Stils & Nash, 1969).
Em Famalicão, o concerto começou com “Both Sides Now”, talvez o seu tema de maior êxito, com a cantora à guitarra acompanhada por Russel Walden no piano. A noite seria, então, uma luminosa aula de história sobre a música do século XX. Desde Cohen com um “Suzanne” acapella, aos Beatles (“In My Life” e ”Norwegian Wood”) ou a obrigatória Judy Garland (“Somewhere Over The Rainbow”), sobre todos eles narrou histórias e desfilou recordações. Contudo, nenhuma destas versões ultrapassou “Who Knows Where The Time Goes”, um original de Sandy Denny com os Fairport Convention, sublime na toada atmosférica que fez o tempo parar e nos fez estremecer. Numa segunda parte, sentou-se ao piano para demonstrar toda a sua prodigiosa técnica e onde esteve nitidamente mais liberta, apresentando, de uma assentada e sem intervalos, três a quatro temas, contando-se entre eles “Since You’ve Asked” e o líndissimo “My Father”. No único encore, duas verdadeiras maravilhas: “Chelsea Morning”, um pedido vespertino de um fã e o incontornável “Send In the Clowns”, sedutor, arrepiante e envolvente, que fez levantar a plateia em aplauso vigoroso e merecido. Apesar da insistência, mesmo com luzes já acesas, Judy não voltou. Se existissem finais perfeitos, este seria, sem dúvida, um deles. Hey, Judy, obrigado!
(+ tarde ou + cedo videos HugTheDj)

2 comentários:

Hug The DJ disse...

Não foi o "And I Love Her" mas tb podia ter sido, foi o "In My Life".

Abraço

JMiguel Neves disse...

Ok, obg. pela atenção...