sexta-feira, 29 de outubro de 2010

FAROL #87










Os Pixies decidiram criar um novo site onde darão primazia à partilha de música. Serão lançados concertos ao vivo uma vez por semana, a começar pelo espectáculo da banda no Festival de Coachella em 2004 e que se encontra, assim, disponível para download gratuito durante alguns dias. Basta aderir à mailing list e estar atento... 

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

ARBOREA CANCELADO













Prometia-se uma noite de calma de folk com raizes nas montanhas do Maine americano, mas, infelizmente, o concerto dos Arborea previsto para amanhã no Auditório de Espinho foi cancelado por motivos pessoais. O mesmo aconteceu ao espectáculo agendado para Domingo no Barreiro e para Vigo no dia 7 de Novembro. O duo Curran vai tentar cumprir as datas no início de 2011.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

UM TESOURO ESCONDIDO













O segundo álbum de uma qualquer banda é quase sempre apontado como a prova dos nove. No caso dos These New Puritans, a eventual pressão na concretização de "Hidden", o tal segundo disco editado no início do ano, permitiu ao colectivo inglês alcançar um patamar inesperado. Esquecido por muitos, o disco estará, com toda a certeza, entre os eleitos de 2010 para os que insistiram em ouvi-lo e descobriram um pequeno e surpreendente tesouro sonoro que vai do hip-hop ao minimal. Comparações não são fáceis, atendendo ao magistral ambiente que o trabalho emana e que cresce a cada audição. Desde o primeiro single "We Want War" que era clara a intenção da banda em surpreender, estratégia que passou pelo arrojo dos videos (veja-se "Attack Music") e pela transposição meticulosa da diversidade de instrumentos e recursos nos concertos ao vivo. Quando em Junho de 2008 a Casa da Música viveu uma das suas maiores noites, num alinhamento inicialmente estranho (Young Marble Giants+Vampire Weekend+These New Puritans) mas que se revelou memorável, os Puritans, reduzidos a trio, não deixaram ninguém indiferente com uma cadência pós-punk assinalável traduzida em canções como "Elvis" ou "Numerology". Adivinhavam-se as potencialidades do grupo, mas estávamos longe de prever a evolução. Não contente com a façanha, a banda passou no fim-de-semana passado pelo Barbican de Londres e onde juntou aos seus instrumentos a Britten Sinfonia, num espectáculo que o Guardian classificou como inesquecível. Serve o elogio de alerta para todos sortudos que estarão no Music Box de Lisboa no próximo dia 11 de Novembro... Aqui fica "Hologram" o último e fabuloso single.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

(RE)VISTO #35


















GAINSBOURG - VIDA HERÓICA
de Joann Sfar, 2009, Zon Lusomundo/Dolce Vita Porto 
Teimosia, talento, coragem e muita polémica foram ingredientes mais que suficientes para transformar a vida de Serge Gainsbourg num carrocel sinuoso de perigos, afrontas e paixões. Fazer, pois, um filme sobre a sua vida será sempre um acto de coragem de resultado incerto e imprevisível. Neste caso, a tal vida heróica que o quase desconhecido Joann Sfar decidiu escrever e filmar sozinho, não pode desiludir ninguém. Trata-se de uma adaptação muito bem feita, onde a reconstituição espacial, o guarda roupa e a verossimilhança dos actores em relação aos personagens é, de facto, notável. Destaque para Eric Elmosnino, um Gainsbourg quase perfeito ou ainda Laetitia Casta, uma sedutora e inebriante Brigitte Bardot, mas é, na nossa opinião, a lindíssima Lucy Gordon no papel de Jane Birkin que mais surpreende. Há também algum risco, principalmente na formula encontrada para que um alter-ego de Gainsbourg chamado Ventas se torne um personagem central e decisivo na narrativa, que primeiro se entranha mas rapidamente nos conquista. Depois há, obviamente, as mulheres, o que no caso de Gainsbourg é assunto da maior importância. O filme é também neste capítulo bastante feliz, sendo difícil escolher a melhor incarnação: Greco, Bardot ou Birkin? Hoje, optamos por esta...   

LYKKE LI AO ESPELHO











A menina Lykke Li decidiu oferecer o seu novo single através do site oficial. Os temas "Get Some" e "Paris Blue" estão disponíveis para download, mas terão uma edição limitada de vinil com uma capa espelhada! O segundo álbum, novamente produzido por Bjorn Yttling do trio Peter, Bjorn & John mas ainda sem título, estará nas lojas somente em 2011. O processo de gravação do disco foi descrito pela artista como "duro". Entretanto e após uma confessada depressão pós-concertos e um mal de amor, ganhou coragem para rodar a sua primeira curta-metragem realizada por Moses Berkson. Chama-se "Solarium" e é excelente!

LUNARIDADES #106










. e não é que a nossa amiga Amy Winehouse virou modista? A colecção que a cantora desenhou (ou alguém o fez por ela...) para a Fred Perry é tão sóbria que parece que é agora que a cura, finalmente, vai chegar.   

.  a Antena3 Rock, que só tem versão na internet, merecia melhor sorte, ou seja, um sinal aberto de FM. É que a programação e a música é bem mais interessante que a xaropada com que a actual rádio se vai afundando. 

os bilhetes para o concerto da princesa Joanna Newsom no Teatro Aveirense previsto para o próximo mês de Janeiro vão, certamente, voar. Estranho é o facto de não se conhecerem outras datas noutras cidades. É um exclusivo?  

. ouvir o nosso primeiro a armar-se ao espanholês na visita de Chávez a Viana do Castelo, foi o melhor momento do fim-de-semana! Só é pena os Gato Fedorento estarem em pousio, senão dava sketch bombástico com toda a certeza.

. "Já Não Há Pachorra" nº 6

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

UMA NA BRAVO OUTRA NA DITADURA

Brinca, no título, com o nome de uma revista à portuguesa dos anos 70, mas trata-se de um documentário, com sede no Porto, feito hoje sobre a geração de trintões nascidos e vividos no pós-25 de Abril. Lemos a entrevista no jornal I, fomos ver online o porquê de tamanho frenesim e a coisa não nos pareceu nada mal, apesar de alguns exageros. Um documento escorreito e com a grande vantagem de não aparecer o Nuno Markl... Em duas partes no Vimeo.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

DUETOS IMPROVÁVEIS #154

JAMIE LIDELL & NINA KINERT
(Untitled)
3FM Radio, Holanda, Outubro de 2008

NOVAS DE KURT VILE


















O novo álbum do norte-americno Kurt Vile só verá a luz do dia em 2011, mas a editora Matador disponibiliza, para já, um single com três canções inéditas, uma delas com direito a download gratuito a partir de hoje. Trata-se de "In My Time" que dá nome também a um 7" de vinil à venda nos inúmeros concertos entretanto marcados até ao final do ano. Aqui fica o novo tema em recente interpretação ao vivo.
 

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

NILS FRAHM + HEATHER WOODS BRODERICK, Auditório do Museu D. Diogo de Sousa, Braga, 20 de Outubro de 2010































Uma noite calma de música era, certamente, o que a maioria das seis dezenas de pessoas que preenchiam a sala do Museu esperavam. Embaladas pela leveza e beleza de ambas as prestações, dividida em duas partes, o resultado foi bastante agradável. Na primeira delas, actuou o jovem pianista Nils Frahm, que com três longos andamentos de raiz clássica, mas onde foram notórios alguns laivos de improvisação e contemporaneidade, cedo conquistou o silêncio e atenção do público. De execução intensa e composição brilhante, a música de Frahm não demorou muito tempo a entranhar-se e a remeter-nos para uma imaginária banda sonora cinematógráfica. Uma prestação, a todos os níveis, surpreendente.
Chegou depois a vez de Heather Woods Broderick. De guitarra eléctrica emprestada e, como confessado, há alguns meses ausente do palco, a estreia portuguesa decorreu, mesmo assim, sem sobressaltos. Obviamente, que demorou algum tempo a afinar as cordas e a libertar-se de algum nervosismo que uma voz segura e suave disfarçou primorosamente. Do álbum "From the Ground" (2009), gravado a meias com o seu irmão Peter, retirou a maioria dos temas eleitos, com destaque para "Cottonwood Bay" e "Turned", dois exemplos maiores de beleza e talento. Claro que multiplicidade de instrumentos e ambientes que transparece do disco tem, numa apresentação vivo, muitas limitações, mas que um pequeno leitor de cassetes a servir de base permitiu, por vezes, colmatar. Já ao piano, incluindo um dueto simultâneo e acrobático com Nils Frahm, viveram-se os momentos mais aplaudidos do espectáculo. Resumindo, uma noite de confirmação de talentos que urge descobrir e espalhar.         

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

THE NATIONAL: NOVO VIDEO E VINIL COLORIDO













O tema "Terrible Love" foi eleito para novo single da banda, embora a versão da canção escolhida não seja a que está originalmente no álbum "High Violet". Trata-se duma "alternate version" incluída na edição expandida do referido disco e onde as cordas ganham primazia. A editora 4AD produzirá um single em vinil purpura já no próximo mês de Novembro e o lado B será preenchido com uma outra faixa ("You Were A Kindness") também não incluída em "High Violet". Quanto ao video o mínimo que se pode dizer é que "é muito lá de casa"...

terça-feira, 19 de outubro de 2010

A FAMÍLIA BRODERICK














Como multi-instrumentista o americano Peter Broderick colaborou, desde cedo, com inúmeros projectos em estúdio (M. Ward ou She & Him) e tocou ao vivo com Laura Gibson, Balmoreha e nos Horse Feathers, onde, no violoncelo, fez incluir a sua irmã Heather Woods Broderick. Mas foi através duma magnífica versão do tema "Roscoe" dos Midlake incluída no lado B dum raríssimo single de vinil, que nunca mais lhe perdermos o rasto. É certo que falhamos o seu concerto na companhia do pianista Nils Frahm em Coimbra na edição do ano passado do festival "Indie Song's Dont Lie", mas para compensar rodamos o seu álbum de "Home" de 2008 até à exaustão. Entretanto, Broderick aderiu de alma e coração ao clube dinamarquês Efterklang com quem gravou o recente "Magic Chairs" e para o qual chamou também a mana Broderick, mas entre poesia e música para filmes, o azar bateu à porta. Uma operação a um joelho deixou-o por casa uma série de meses, mas a convalescença foi aproveitada para compor um mini-álbum extraordinário. Editado recentemente pela Bellla Union, "How They Are" tem sete temas ao piano e guitarra, cujo processo de gravação pode ser descoberto quase na totalidade no Youtube, e onde dá voz a alguns poemas por si escritos. Aqui fica uma dessas pérolas.



Quanto à irmã Heather, agora também com uma carreira a solo, recomenda-se o concerto previsto para quinta-feira próxima em Coimbra (Museu Machado de Castro) e onde terá a companhia do referido Nils Frahm. Para os que tem na distância uma razão plausível para falharem a oportunidade, informa-se que, já amanhã, o mesmo espectáculo terá prévia apresentação em Braga (Museu Dom Diogo de Sousa). Em qualquer das noites, esperam-se canções de embalar os sentidos. 

PRENDAS MEXICANAS













A oferenda circula pela rede a grande velocidade, mas para os mais distraídos informa-se que os Pixies e os Interpol estão a dar prendinhas referentes ao encontro de ambas as bandas na cidade do México no fim de semana passado. Os cinco temas dos Pixies referem-se à corrente tournée de apresentação ao vivo do álbum "Doolite" e compreende as canções "Dancing The Manta Ray", "Monkey Gone To Heaven", "Crackity Jones", "Gouge Away" e "La La Love You", esta última em audio e video. Quanto aos Interpol, a oferta inclui os recentes "Lights" e "Barricade" do último disco Interpol. Para desembrulhar as prendas é só preencher um email aqui e aqui.
 

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

LUNARIDADES #105










. certamente devido à nossa inaptidão técnica, algumas das alterações que o Blogger decidiu fazer sem avisar ninguém, tem complicado o que parecia simples até há algumas semanas: fazer um post! Em média, acertar a posição da foto e justificar o texto, são quase trinta minutos de desespero. A antiguidade dum blog devia dar direito a não permitir actualizações inúteis. Arreeeeeeeee!

. o cartaz do festival Pop Deluxe que decorre no Sá da Bandeira em Dezembro paralelamente ao Super Bock em Stock da capital é este ano, com todo o respeito, uma anedota. Enquanto Lisboa recebe Janelle Monáe, Fujiya Miyagi, Owen Pallett ou Wavves, no Porto desaguam os Nouvelle Vague, que provavelmente nunca sairam de cá, e o Manuel Cruz. O que vale o Pallett estará dia 11 no Hard Club.    

. os gatos estão em todo o lado, pelo menos no mainstream indie: na capa dos discos dos Klaxons, dos Best Coast, etc. etc. Alguém assumiu, definitivamente, a modinha no novo clip dos Holy Fuck. Mas vale a pena.   

. quanto será o orçamento para medir o nariz de Pinóquio do nosso primeiro? Se as mentiras pagassem imposto...
 
. "Já Não Há Pachorra" nº 5

MAIS UM COSTELLO

É editado hoje o tema "I Lost You", o primeiro single do novo álbum de Elvis Costello. Trata-se de "National Ransom" e tal como o anterior "Secret, Profane & Sugarcane" (2009), foi gravado em Nashville na companhia de T Bone Burnette, repetindo ainda a autoria da capa, saída do traço do criador Tony Millionaire. São mais dezaseis novas canções de influência country já rodadas em concertos com os Imposters & Sugarcanes que apresentam, metaforicamente, uma temática comum: o colapso financeiro. O título do álbum e o desenho da capa não enganam. Esperam-se, no entanto, algumas baladas bem ao seu jeito. Aqui ficam mais explicações... 


sexta-feira, 15 de outubro de 2010

UM VERÃO DE SÃO MARTINHO
















Em Maio passado o Guardian inglês deu o lamiré sobre uma nova banda australiana que soava a Empire of The Sun. Obviamente que, logo na altura, tentamos saber mais sobre os Gypsy & The Cat, mas só quando descarregamos o single de apresentação "Time To Wander" percebemos as semelhanças. Entre os quatro temas notavam-se assinaláveis influências dos Daft Punk e dos Fleetwood Mac (é só ouvir "Jona Vark"), num som a roçar, tal como os Empire of The Sun, o fio de azeite. O que é certo é que, durante o verão, não largamos estas canções retro qualquer coisa, principalmente devido às suas qualidades pop/pastilha-elástica e não descansamos enquanto não deitamos mão a um limitado single de vinil... Entretanto, o jovem duo que só começou a escrever música há pouco mais de um ano, radicou-se em Londres e, sob comando do consagrado David Friedmann (Mercury Rev, Flaming Lips ou MGMT), gravou o álbum de estreia "Gilgamesh" que sairá pela Sony em Novembro. Apesar do verão já ter acabado, este disco é o mais tocado nas últimas semanas no nosso iPod o que talvez queira dizer que o calorzinho de Outono ainda vai continuar.

PAULO DE CARVALHO: UM MUNDO INTEIRO NO PORTO


















São cada vez mais raras as vezes que Paulo de Carvalho visita o Porto. Hoje e amanhã há duas oportunidades a não perder para recordar velhos êxitos como "Mãe Negra" ou o eterno "E Depois do Adeus" e que fazem parte obrigatória do espectáculo "O Meu Mundo Inteiro". Os concertos, organizados no âmbito do Projecto "Porto, Bairro a Bairro" e onde o cantor será acompanhado ao piano pelo cubano Victor Zamora, tem, ainda por cima, entrada gratuita e decorrem, hoje, no Auditório da Igreja Paroquial o Carvalhido e amanhã no Auditório da Faculdade de Engenharia da UP, sempre às 21h30. Fica o aviso.   

DUETOS IMPROVÁVEIS #153

THE ROLLING STONES & SOLOMON BURKE
Everybody Needs Somebody To Love (Burke)
Los Angeles, E.U.A., 4 de Novembro de 2002

WHY NOT?

Se até os Hot Chip fazem versões de temas de Shakira, porque não ouvir a menina Waka Waka a cantar os XX?   

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

INDIE SONGS DON'T LIE - O REGRESSO


















A associação Lugar Comum organiza já para a semana mais um capítulo do festival "Indie Songs Don't Lie". Por Coimbra (Museu Machado de Castro) irá passar na quinta-feira, 21 de Outubro, Heather Woods Broderic, irmã de Peter Broderick, violoncelista que integrou os colectivos Horse Feathers e Efterklang. O disco de estreia "From the Ground" será o principal fio condutor. Na sua companhia estará o pianista Nils Fraham, colaborador habitual da família Broderick, que na oportunidade apresentará também alguns dos seus originais.
Para o dia seguinte está marcado o regresso a Portugal do escocês Gareth Dickson, que em Abril passado assegurou a primeira parte de Juana Molina em Aveiro. Um noite de virtuosismo à guitarra acústica para divulgação do novo álbum "The Dance", trabalho que é descrito desta forma "This music is Chopin and Nick Drake having tea or libations at the dawn of a new era"... Aqui fica, a propósito, uma grande versão. 

ANTONY, SENHOR EDITOR






O jornal inglês "The Guardian" tem ao longo desta semana um editor muito especial - Antony. O músico conta algumas histórias, confessa virtudes e defeitos e abre um bocadinho da cortina do seu projecto com Robert Wilson. Destaque para a exclusiva perfomance do novo tema título "Swanlights", um daqueles momentos memoráveis ao piano que só ele sabe fazer. 

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

3 X 20 OUTUBRO












20 canções:
. GONZALES - You can dance
. JANELE MONÁE - Locked inside
. !!! - The most certain sure
. MUSEUM OF BELLAS ARTES - Who do you love
. THE COURTEENERS - You Overdid It Doll
. BELLE AND SEBASTIAN - I Want The World To Stop
. MAGIC KIDS - Candy
. LOCAL NATIVES - Warning sign
. GYPSY & THE CAT - The Piper's Song
. DEERHUNTER - Don't cry
. ARCADE FIRE - Empty room
. INTERPOL - Try it on
. GAYNGS - Faded high
. ADMIRAL RADLEY - Ghosts of Syllables
. BAND OF HORSES - Infinte arms
. ANTONY & THE JOHNSONS - Ghost
. DM STITH - BMB (Demo)
. AGNES NOVEL - Riverside
. SUN KILL MOON - You are my sun
. FIRST AID KIT - Will of the river

20 versões:
. ANGUS & JULIA STONE - You're The One That I Want (Grease)
. SHELBY LYNNE - Anyone Who Had A Heart (Bacharach)
. DENISON WITMER - These Days (Jackson Browne)
. JIMMY EAT WORLD - You and I (Wilco)
. PHOENIX - Sad Eyed Lady of The Lowlands (Bob Dylan)
. WARPAINT - Ashes to Ashes (Bowie)
. APOSTLE OF HUSTLE - I Want A New Drug (Huey Lewis)
. THE HOT RATS - Love Is The Drug (Roxy Music)
. MIIKE SNOW - In For The Kill (La Roux)
. KLAXONS - Bad Romance (Lady Gaga)
. ALOE BLACC - Billy Jean (M Jackson)
. HOLLY MIRANDA - Ex-Factor (Lauryn Hill)
. FIRST AID KIT - When I Grow Up (Fever Ray)
. SUFJAN STEVENS - She Is (Tim Buckley)
. JOHNNY FOREIGNER - The Most Beautiful Widow In Town (Sparklehorse)
. SHAKIRA - Islands (The XX)
. THE TING TINGS - Standing In The Way Of Control (Gossip)
. DANANANANAYKROYD - Whip It (Devo)
. JOHN LEGEND & THE ROOTS - Wake Up (Arcade Fire - live)
. BEACH HOUSE - Lemonade (Gucci Mane - Live)

20 remixes:
. BROKEN SOCIAL SCENE - All To All (Skeet Skeet Remix)
. GONZALES - Never Stop (Erol Alkan Rework)
. CHROMEO - Don't Turn The Lights On (Carte Blanche Remix)
. SCHOOL OF SEVEN BELLS - Heart Is Strange (Pantha du Prince Remix)
. KISSES - People Can Do The Most Amazing Things (Saint Etienne Remix)
. NEON INDIAN - Psychic Chasms (The Phenomenal Handclap Band Remix)
. ALOE BLACC - I Need a Dollar (Oliver $ Edit)
. OH LAND - Son Of A Gun (Yuksek Remix)
. SURFER BLOOD - Floating Vibes (Twin Shadow Remix)
. VAMPIRE WEEKEND - White Sky (Cecile Remix)
. GROOVE ARMADA - History (feat. Will Young) (Still Going Remix)
. DEERHUNTER - Helicopter (Diplo & Lunice mix)
. LA ROUX - In For The Kill (Kanye West Remix)
. THE TING TINGS - Hands (Passion Pit Remix)
. MODESELEKTOR ft. Thom Yorke - The White Flash (Trentemøller Remix)
. FLORENCE + THE MACHINE - Dog Days Are Over (Yeasayer Remix)
. CARIBOU - Leave House (Motor City Drum Ensemble Remix)
. LOCAL NATIVES - Sun Hands (Here We Go Magic Remix)
. MAYER HAWTHORNE - No Strings (Prod by Classixx)
. MUSEUM OF BELLAS ARTES - Watch The Glow (Dreamtrak Damond Sound remix)

terça-feira, 12 de outubro de 2010

OS VERDADEIROS BEETLES










A sugestão apareceu numa das páginas da revista "Index" do jornal i: relógios de parede que, aproveitando discos de vinil, são decorados a preceito com motivos sugeridos por algumas capas míticas. Estes são, então, os verdadeiros Beetles a atravessar a passadeira de Abbey Road, mas há, pelo menos, mais dois bons exemplos. Descubram-nos na Irritante...

FATALMENTE BOM
















 

O álbum "Good Things" de Aloe Blacc, a nova aposta da soul americana, tem todos os condimentos para brilhar. Arranjos vintage, voz quente e segura e um hit ("I need a dollar") a servir de rampa de lançamento global. Contudo, a prosa e critica que João Bonifácio assinou no Ipsilon de sexta-feira passada, parece-nos exagerada e até depropositada tendo em conta anteriores revelações do quilate de um inicial John Legend ou até o mais recente Mayer Hawthorne, companheiro na editora Stones Throw. Numa coisa Bonifácio tem absoluta razão: a versão de "Femme Fatale" dos Velvet Underground que está no tal disco e que foi seleccionada para segundo single (em vinil) é uma verdadeira maravilha. O video não lhe fica atrás. 

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

LUNARIDADES #104










. Já repararam que decorre a partir de amanhã no Porto um festival de nome "Future Places" dedicado às artes digitais e culturas locais com direito a uma rádio e tudo? Uma parceria da UT de Austin e a UP que esperemos que resulte.

. Já repararam, já agora, que o festival "Se Esta Rua Fosse Minha", um dos mais inovadores da cidade, organizado pela Plano B, não se realizou (2 de Outubro) por falta de apoios... A baixa, que parecia um teia atractiva de patrocinadores, dá sinais de esgotamento.

. Por aqui fomos dando conta dos perigos que a ocupação anárquica da Baixa acarreta. A situação, em pouco menos de dois anos, atingiu já o ponto de ruptura. Os fins de semana nocturnos são um verdadeiro massacre. Quem controla?   

. Em tempos de comemorações republicanas, continuamos a ter daqueles tiques bacocos de bananice. Gasta-se pomposamente o dinheiro de todos, mas depois alguns preconceitos raquíticos persistem de forma incompreensível. Será porque a figura da República se apresenta desnuda? Não pode ser...   

. Os Arcade Fire em Lisboa continuam em risco à custa do Obama. É nestas alturas que concluimos que a transferência do espectáculo para o Porto podia ser uma hipótese se a cidade tivesse uma infraestrutura capaz. Népia. Só se for o Multiusos de Gondomar que custou 20 milhões e que, para além de feiras eróticas e o Tony Carreira, poderia servir, desta vez, para animar um outro tipo de malta.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

DUETOS IMPROVÁVEIS #152

DAN KELLY & MARTHA WAINWRIGHT 
Slave To Love (Brian Ferry)
Programa Two for the Show Rockwiz Duets
Melbourne, Australia, 2005

FAROL #86


A sugestão, via HugTheDj, não é de desprezar. O duo Eric & Magill, com sede no Milwaukee, decidiu oferecer o seu novo álbum "All Those I Know" através da Bandcamp, uma atitude que afronta a recente decisão deste site de venda digital de música em parar com alguns downloads gratuitos. O disco é uma rica colecção pop de Outono, plena de bom gosto e sobriedade e que soará bem em todas as ocasiões. E não é preciso esperar pelos saldos...      

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

ELLIOTT SMITH EDITADO EM SINGLE!

















A Domino Records prepara-se para editar uma nova compilação do saudoso Elliott Smith. São catorze temas retirados dos sete álbuns gravados em vida e pelo título - An Introduction To... - estamos perante uma daquelas jogadas pré-natalícias a que se junta sempre a justificação da necessidade de espalhar junto das gerações mais novas o talento inquestionável do malogrado cantor. O disco tem saída prevista para o primeiro dia de Novembro, mas o melhor é que uma das suas grandes canções ("The Ballad Of Big Nothing") terá uma edição limitada em vinil de sete polegadas, um formato raríssimo na discografia do artista, e onde repousa, no lado B, uma outra pérola chamada "Divison Day".
 

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

UMA NOVA PAIXÃO


















A dinamarquesa Agnes Obel tem aquele dão de cantar como os passarinhos a fazer lembrar outras "aves canoras" como Ane Brun, Joanna Newson ou a misteriosa Stina Nordenstam. Quando ontem ouvimos, de fio a pavio, o seu disco de estreia "Philarmonics" em cuja capa nos olha de frente, sem receios, ficamos hipnotizados. Nada de novo, mas os temas soam tão seguros e consistentes que é impossível não repetir a sua audição, principalmente uma versão corajosa e delicada do clássico "Close Watch" de John Cale e que se encontra em download gratuito na editora Pias. A jovem artista, actualmente a residir na Alemanha, vive um momento de ascenção meteórica que a levou a actuar na exposição de Shangai em Agosto passado, depois do tema "Just So" ter sido utilizado num spot publicitário da Telekom alemã e, também, porque três das suas canções foram usadas no mais que recomendado filme "Submarino", a nova película do dinamarquês Thomas Vinterberg. Um caso de amor à primeira audição à espera, urgente, de um encontro de olhos nos olhos.