quarta-feira, 28 de setembro de 2011

PRIMAVERA SOUND NO PORTO!









Eia, eia! Parece confirmar-se a vinda do Primavera Sound para o Porto em 2012 para um festival irmão do barcelonês. Pelo menos são os próprios espanhóis a admiti-lo. Venha(m) ele(s)!

terça-feira, 27 de setembro de 2011

CROMOS DO FUTURO


















É um pássaro? Não. É um avião? Não. É o Super-Homem? Também não. É um tufão de ritmo e loucura que mistura rock, heavy-metal, jazz, funk e tudo à volta e que responde pelo nome de Chrome Hoof. Há já dez anos que este colectivo inglês faz apoteóticas tropelias ao levantar voo como as que aconteceram no Primavera Sound 2010 no país vizinho e já tiveram companhia de outros extraterrestres como os Sunn O))), Add N To X ou os Klaxons. Ficavam bem num Clubbing ali para os lados da Boavista ou então numa daquelas noites de sábado do Serralves em Festa, mas não vai ser preciso esperar muito mais. Já no dia 28 de Outubro estarão no MARCO-Museu de Arte Contemporânea de Vigo para, sem mácula, fazer estragos. Imperdível. 

SOME BOXES ARE BIGGER THAN OTHERS


















A edição especial da caixa com a totalidade da obra dos Smiths tem, entre outros goddies, os 8 álbuns em cd e vinil remasterizados por Johnny Marr e Frank Arkwright, 25 singles de 7", um DVD com a totalidade dos videos (embora, ao que parece, sem o raro press kit que abaixo se reproduz), um poster, as capas em jeito de gravuras de 12", um pequeno livro e custa 499 dólares! Ufa, haverá por aí 4000 almas com tanto poder de compra?

PATRICK WOLF EM VIGO












"Se houvesse concerto no Porto...". O desabafo surgiu entre comentários de viagem, enquanto o iPod largava canções powerpop a la Pet Shop Boys que Patrick Wolf arriscou, sem medo, para o recente "Lupercalia". Havia a confirmação de um espectáculo em Lisboa no dia 16 de Outubro, mas a  pequena digressão ibérica tem datas anteriores em Madrid, Barcelona e Vigo, dia 13 de Outubro, quinta-feira, no Mondo Club! Atendendo às boas memórias do concerto no Theatro Circo em 2007, esta parece ser uma oportunidade a ter em conta. 

segunda-feira, 26 de setembro de 2011






















Do Sábado de sol entre amigos, com boa comida e melhor bebida, paisagens transmontanas deslumbrantes e banda sonora múltipla, mas onde fez furor o Richard Hawley e A Girl Called Eddie, gostamos mesmo de saber quais são afinal os nossos direitos de leitor! Em tempos de virtualidades, as dez alíneas inalianáveis haviam de ser espalhadas por todo o lado, como, em boa hora, alguém se lembrou de fazer ali, naquela parede da casa dos livros do Azibo, um paraíso natural de pasmar!      

(RE)LIDO #36





















APENAS MIÚDOS / JUST KIDS
de Patti Smith. Lisboa: Quetzal, 2011
Propositadamente, deixamos passar vários dias para nos pronunciarmos sobre esta primeira obra em prosa de Patti Smith. Talvez assim, pensamos, fosse mais fácil tecer alguns comentários justos sobre um livro que, de tão afectuoso, nos deixou simplesmente de rastos. Temos, no entanto, bastante dificuldade em expressar a beleza das linhas escritas sobre a relação da autora com Robert Mapplethorpe, parelha mítica da cultura ocidental. Em jeito de homenagem ao companheiro e cumprindo uma promessa a ele feita ainda em vida, Smith conta uma história a dois tão inspiradora e serena que parece ficção, parece um conto. Sabemos agora que há já a pretensão de a levar para o cinema, projecto onde Patti Smith se envolverá pessoalmente, mas temos muitas dúvidas que as imagens consigam melhor que isto. Não há por entre estas palavras um sinal biográfico inequívoco, um sopro de vaidade ou um golpe de vingança manhoso, mas sempre uma leveza descritiva baseada na amizade, respeito e até amor de duas almas gémeas que o tempo e circustâncias quiseram separar sem, verdadeiramente, o conseguir. Vencedor do National Book Ward americano, este é um daqueles livros que sentimos ser um marco literário inspirador e multiplicador de afectos. Façam o favor de nele se envolverem de forma obrigatória!     

ELEANOR FRIEDBERGER EM COIMBRA












A apresentação da grelha de inverno da RUC-Rádio Universitária de Coimbra é o motivo da vinda de Eleanor Friedberger, metade dos fantásticos Fiery Furnaces, a Coimbra no próximo dia 8 de Outubro, Sábado. A mana Friedberger lançou recentemente o álbum a solo "Last Summer" para qual dispensou, na totalidade, a colaboração do irmão Mathew e o resultado é, no mínimo, surpreendente. Espera-se no espaço do Museu Machado de Castro uma noite intensa, algo a que a associação Lugar Comum desde sempre nos habituou. Destaque ainda para a presença, na mesma data, dos ingleses Euros Childs. 


Eleanor Friedberger - Roosevelt Island from Merge Records on Vimeo.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

UAUU #4

JOHN CALE TEM NOVO EP!

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
São apenas cinco as novas canções de John Cale a editar em Outubro, mas a magia é a de sempre. O EP "Extra Playful" antecipa um novo álbum prometido para 2012 e a primeira amostra é este revigorante "Whaddya Mean By That".  
 

FAROL #96










Apesar das petições e outras súplicas é certo que Justin Vernon/Bon Iver não tem, para já, concertos marcados para Portugal. O melhor é mesmo ouvir os discos e ter esperança que um dia teremos o homem por perto. Enquanto isso, podem descarregar um concerto com banda gravado pela NPR americana e disponibilizado recentemente por via alternativa... Entre temas dos dois álbuns e EP's, há uma cover fantástica de Bjork e a sensação de que andamos mesmo a perder um grande espectáculo.  

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

3 X 20 SETEMBRO











20 canções:
. LITTLE DRAGON - Crystalfilm
. THE SHOES - People movin
. THE RAPTURE - In The Grace Of Your Love
. YUKSEK - Off The Wall
. LETTING UP DESPITE GREAT FAULTS - Teenage tide
. THE DRUMS - Money
. STEPHEN MALKMUS AND THE JICKERS - Tigers
. WILD BEASTS - Reach A Bit Further
. PNAU - Solid Ground
. TORO Y MOI - I Can Get Love
. WASHED OUT - Amor Fati
. PETER WOLF CRIER - Loud Enough To Know
. JOSH ROUSE & THE LONG VACATIONS - Movin' On
. METRONOMY - Trouble
. THE STEPKIDS - Cup Half Full
. ZEE AVI - The Book Of Morris Johnson
. JENS LEKMAN - An Argument with Myself
. BEIRUT - Vagabond
. FIONN REGAN - List of Distractions
. WILCO - One Sunday Morning (Song For Jane Smiley's Boyfriend)


20 versões:
. PAPERCUTZ - Desintegration (The Cure)
. FRIENDS ELECTRIC - Someone Like You (Adele)
. FRAZIER CHORUS - Anarchy in the UK (Sex Pistols)
. FLEET FOXES SING - I Feel It All (Feist)
. JAMES VINCENT Mc MORROW - Higher Love (Steve Winwood)
. KING CREOSOTE & JON HOPKINS - I've Been Losing You (A-ha)
. DIRTY BEACHES - The Singer (Johnny Cash)
. THE WALKMEN - Wanted Man (Johnny Cash)
. ANNA CALVI - Jezebel (Édith Piaf)
. WAVVES - 100% (Sonic Youth)
. TOKYO POLICE CLUB - All My Friends (LCD Soundsystem)
. THE VACCINES - Last Friday Night (Katy Perry)
. QUEEN OF HEARTS - Spanish Sahara (Foals)
. GRIZZLY BEAR - He Hit Me (The Crystals)
. CAMERA OBSCURA - Tougher Than The Rest (BSpringsteen)
. LILY ALLEN - Everybody's Changing (Keane)
. THE LUCKSMITHS - I Started a Joke (Bee Gees)
. IRON AND WINE - One More Try (George Michael)
. MGMT - All We Ever Wanted (Bauhaus)
. THE MOUTAIN GOATS - You're So Vain (Carly Simon)

 20 remixes:
. VETIVER – Can’t You Tell (Bing’s Slim for Summer Remix)
. CULTS - Go Outside (Menahan Street Band Remix)
. GIVERS - Meantime (Bombay Bicycle Club Remix)
. JUNIP - Without You (Portugal. The Man Remix)
. APPARAT - Song of Los (Mogwai remix)

. FRIENDLY FIRES - Hurting (Benoit & Sergio Remix)
. CUT COPY - Blink and You'll Miss A Revolution (Toro Y Moi Remix)
. M83 - Midnight city (Trentemoller Remix)
. LITTLE DRAGON - Seconds (Syd the Kyd Remix)
. CHAD VALLEY - Shell Suite (Fourcolor Remix)
. RADIOHEAD - Good Evening Mr. Magpie (Modeselektor RMX)
. TINARIWEN - Tenere taqqim tossam (Four Tet Remix)
. THE DRUMS - Money (Chad Valley Remix)
. CHROMEO - When The Night Falls (Sammy Saxy Bananas Remix)
. MAYER HAWTHORNE - A Long Time (Chromeo Remix)
. MISSY ELLIOT - Work it (Nicolas Jaar Rework)
. FOUR TET - No More Mosquitoes (Boom Bip Remix)
. THE WEEKND - What You Need (nCamargo Remix)
. JAMES BLAKE - I Never Learnt To Share (Perfect Lines Remix)

. FOOL'S GOLD – Street Clothes (James Pants Remix)

CONTOS PARA O OUTONO


















A série "Late Nights Tales" tem um novo episódio. Coube desta vez aos MGMT a selecção de temas da sua preferência, notando-se uma sequênciqa fortemente negra onde se inscrevem canções algo obscuras dos Velvet Underground, Julian Cope, Suicide, Durutti Column, Spaceman3 e até Felt! Aproveitando o embalo a banda tratou de fazer uma cover exclusiva de "All We Ever Wanted Was Everything" dos Bauhaus. O disco sai a 3 de outubro.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

MILAGRES, ELES EXISTEM













Em julho passado alertamos para as enormes potencialidades dos canadianos Milagres. Trata-se de mais um daqueles casos de apropriação aleatória de uma palavra portuguesa para nome de banda estrangeira sem explicação aparente, mas o que é certo é que, agora que ouvimos o novo álbum "Glowing Mouth", estamos perante uma grande confirmação. Os tiques a la Grizzly Bear, Beach House ou Arcade Fire são facilmente detectáveis, mas o pop produzido tem um grau de sofisticação admirável e melodioso, particularmente viciante em "Lost in The Dark", "Moon on the Sea's Gate" e este "Halfway". Acreditem em... 

É NATAL, É NATAL?

Um pouco fora de tempo (ou não), anuncia-se para outubro próximo um disco de natal do duo She & Him, ou seja, M Ward e a menina Zooye Deschannel. Reune doze clássicos da época sob o nome de "A Very She & Him Christmas", ao jeito do que fizeram os Carpenters ou Elvis Presley. A maioria dos temas são simples interpretações à guitarra acústica e voz e o aquecimento para as gravações começou já no final de 2010 no programa de Conan O' Brian. Aqui fica o, então, trio improvisado... Ah, gostamos muito desta mãe natal!

terça-feira, 13 de setembro de 2011

ANNA CALVI, Hard Club, Porto, 12 de Setembro de 2011











































O desafio tinha sido lançado no fim-de-semana: vamos ver a Anna Calvi? Um outro desafio, mas de ténis na televisão, deixou-nos até à última indecisos. Já com os jogadores em campo e com mensagens de insistência a cair no telemóvel, decidimos dar a primazia à menina (primeiro as senhoras) e fazer a nossa estreia no Hard Club. Em boa hora o fizemos. Com um disco portentoso que cresce a cada audição, é ao vivo que a surpresa é ainda maior. Dotes são muitos e bons. Uma presença em palco arrebatadora, um misto de timidez entre músicas (veja-se a forma acanhada como respondeu ao pedido de um fã para dizer o seu nome depois de apresentar os seus dois companheiros de palco) e uma voz que se agiganta quando canta, a destreza técnica e subtil no manejar da Fender e, não menos importante, a beleza tentadora da sua figura. Sim, Calvi é linda em cima ou fora do palco, como confirmaram todos os que esperaram por ela para uma sessão de autógrafos improvisada no corredor do mercado. Juntando-se à sua simpatia uma cortesia de desfalecer, não será difícil adivinhar que, por cá (leia-se Portugal), teremos um caso de amor à primeira vista com muitas hipóteses de casamento. Para trás tinha ficado pouco mais de uma hora de magia, com um público adulto e conhecedor, mas, obviamente, na expectativa. Não é fácil escolher um ponto alto do recital, do buckleyniano "The Devil" ao som western de "I'll be you Man" ou o furor de "Desire", mas o que dizer da versão maravilhosa de "Surrender" de Elvis Presley que está no lado B do single "Blackout" ou o inesquecível "Jezebel" de Piaf, o seu primeiro hit, com que encerrou a noite? Todos brilhantes, todos cativantes e em nenhum momento nos lembramos da Pj Harvey ou da Siouxie porque Calvi soube, de forma fenomenal, pairar acima de qualquer comparação. Numa palavra, sublime. 





segunda-feira, 12 de setembro de 2011

UMA RÉPLICA DOS FANFARLO









A óptima impressão causada pelo primeiro álbum dos Fanfarlo e o excelente concerto em Vigo em Julho do ano passado, aguçaram a expectativa para o passo seguinte. O segundo disco está terminado, foi gravado numa pequena localidade do norte do País de Gales ao longo do último ano e há já um primeiro tema para descobrir. Chama-se "Replicate" e o video resulta de um trabalho colectivo da própria banda com a ajuda de Alex Southam, puzzle visual que se pretende estender às futuras apresentações ao vivo. Em novembro próximo há já quatro datas no país vizinho e, com sorte, pode ser que cheguem também até cá.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

TOSTA MISTA CANADIANA

















Gostamos muito quando as bandas ou artistas estrangeiros se apropriam da nossa língua. Ficam para a história, entre outros, os remotos ingleses Rosa Mota, a canção "A journey to Serra da Estrela" dos Phenomenal Handclap Band ou a editora Caldo Verde Records fundada por Mark Kozelek. A última destas historietas é o nome do segundo álbum e de uma das novas canções dos canadianos Hooded Fang: "Tosta Mista", o que não engana ninguém. O sexteto de Toronto tem preparada para dia 24 de setembro uma festa de lançamento do disco, com ou sem tostas mistas, mas, certamente, com muita música e ritmo. A banda conhece já alguma fama por terras norte-americanas a que não é alheio o sucesso de "Album", o primeiro longa duração lançado somente há nove meses atrás e de uma digressão conjunta com os The Rural Alberta Advantage. Para descobrir o paladar, aqui fica uma primeira trinca...  

UAUU #2

MANHATTAN NO HORIZONTE


















A data deixou de ser mais um dia qualquer. O 11 de Setembro de 2001 foi, sem dúvida, para o bem e para o mal, um marco histórico da nossa sociedade, misto de surpresa e espectacularidade imbatível e venenosa que alterou e de que maneira o xadrez político mundial. Entre as muitas leituras do problema, sugerimos uma atenta análise de Martin Amis para o Times escrita em 2007.
Duas torres simbólicas caíam em minutos e a paisagem mítica de uma cidade mudava para sempre. Entre as evocações dos dez anos do 11/09, conta-se uma curiosa exposição promovida pela Jo Jo's/CD Go onde se reunem capas de discos em vinil com Mahattan pré-atentado como pano de fundo. Claro que o "Breakfast in America" dos Supertamp é logo o exemplo que nos lembramos, mas haverá, com toda a certeza, muito mais para descobrir. Ao mesmo tempo e a partir de amanhã, o Museu Nacional da Imprensa no Freixo, apresenta uma retrospectiva da imprensa mundial sobre o 11/09 desde os primeiros jornais de 2001 até à captura e morte de Bin Laden em 2011 a que se associa a mostra de uma centena de curiosos desenhos de crianças sobre o acontecimento.        
Juntando jornais e discos temos, então, uma recordação imediata: o tema "Manhattan Skyline" dos A-ha cuja capa deveria estar na referida exposição e que acaba assim - "On the front page / A black and white picture of / Manhattan Skyline". Aqui fica, convenientemente, a brilhante versão dos Kings of Convenience.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

WILCO FEELING

Há já alguns dias que o novo "The Whole Love" dos Wilco roda no nosso iPod. Não tem é havido tempo para lhe prestar a merecida atenção, embora em duas ou três rápidas audições se note uma aposta clara na subida de tom das guitarras e alguns sons de orgão inesperados, tal como, aliás, dava a entender o primeiro single "I might". O resto da habitual receita está toda lá - baladas tweedyanas irrepreensíveis (atenção aos clássicos doze minutos de "One Sunday Morning" que encerra o disco) e canções rock, hoje em dia, só ao alcance de poucas bandas. Como esta "Born Alone" que tem já direito a video, suporte a que os Wilco decidiram prestar mais atenção, solicitando a ajuda dos fãs na recolha de imagens significativas das cidades dos próximos concertos.    

VELHOS SÃO OS TRAPOS


















Falta pouco para o regresso do bom mauzão!

Tom Waits - Bad As Me by antirecords

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

É A CRISE


















Temos pelos The Drums uma relutante atracção. À frescura e ingenuidade das canções junta-se, quase sempre, algum travo de frustração pelo enorme potencial demonstrado não ser ainda melhor aproveitado. Música, mesmo assim, palpitante a que o sol de verão dá ainda mais cor. Basta ouvir "Let's Go surfing". A banda, no entanto, viveu em 2011 alguns momentos conturbados muito por culpa de alguns desentendimentos quanto ao rumo a seguir na gravação do sempre difícil segundo disco. A tormenta parece já ter passado e o resultado é "Portamento" (palavra que, ao que parece, tanto pode significar ir de um lado para outro como um deslize vocal, glissar) editado na Island Records no início do mês. O single de apresentação é o exemplo pop perfeito, embora a sua massiva audição possa causar irritação de pele. No tengo dinero, oh, oh, oh...   

terça-feira, 6 de setembro de 2011

UAUU!

JOHN GRANT EM ESPINHO!


















É a notícia da rentrée! Ao concerto agendado para 20 de outubro próximo em Sintra, no âmbito do Festival Sintra Misty, junta-se agora um outro, na véspera, dia 19, no Auditório de Espinho. O ex-vocalista dos Czars é autor de "Queen of Denmark", um dos melhores discos do ano passado onde colaboraram os amigos Midlake, parceria que se estendeu a muitas das datas ao vivo. Fica, assim, por saber se o espectáculo é a solo ou com tão apetitoso acompanhamento. Já amanhã, por exemplo, Grant abre para os Midlake no Royal Festival Hall de Londres. Seja como for, rápido à bilheteira

A DATE WITH...



Não vão faltar candidatos! Para ouvir na íntegra aqui.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

DUETOS IMPROVÁVEIS #164

THE STROKES & JARVIS COCKER
Just What I Needed (The Cars)
Ao vivo no Festival de Reading, Inglaterra
27 de Agosto de 2011 

FINE, THANK YOU!


















É sempre uma incógnita quando um artista troca uma pequena editora por uma de muito maior dimensão, temendo-se a perca de alguma da originalidade ou independência por diversas imposições contratuais ou de mercado. O caso de Mayer Hawthorne parece, felizmente, não ser o exemplo. Quando assinou pela Universal a meio deste ano, deixando para trás a muito recomendável Stone Throw, prometeu aos fãs um grande álbum de originais de nome "How Do You Do" que terá edição já em outubro. Até lá, surgirá a divulgação de um tema a cada segunda feira, como é o caso do viciante e explícito "The Walk" que pode e deve ser imediatamente testado no site oficial. Uma primeira amostra - "A Long Time" - lançada antes do verão recebeu uma fantástica remistura de Chromeo (não a percam) e este curioso video, tudo muito anos 80...  

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

IVER MEETS BLAKE











O primeiro post deste blog no corrente ano foi dedicado a James Blake e à sua electrónica experimental que na altura intitulamos de "Bon Iver meets beat". As semelhanças da voz e alguns ambientes sonoros de proximidade levaram-nos a esta comparação e este verão a nossa lista ipodiana tem até uma sequência lógica dos temas "Michicant" de Iver e "Linsesfarne II" de Blake dada a sua notável complementaridade. É só fazer a experiência. Estávamos, no entanto, longe de imaginar que os dois músicos se haviam de juntar para gravar um dueto de nome "Fall Creek Boys Choir", registado certamente em Fall Creek, sede do estúdio do próprio Justin Vernon/Bon Iver. O tema fará parte do próximo EP de James Blake a editar a 10 de Outubro pela Atlas e que incluirá, para além de uma versão de "A Case of You" de Joni Mitchell, quatro outros inéditos. Promete.

SEGUNDO EP DE KIWANUKA


















Em Julho passado fomos surpreendidos pela frescura soul de Michael Kiwanuka e pedimos mais. Pois bem, o miúdo editou já um segundo EP de originais via iTunes de nome "I'm Getting Ready" e que terá, tal como o primeiro, edição clássica em vinil de 10". Caro Kiwanuka, estamos prontos para o álbum!

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

PARA CONTAR OS DIAS

É certo que ainda estamos um pouco longe do final do ano, mas David Sylvian não perdeu tempo e criou, com a ajuda habitual do designer Chris Bigg, um magnífico calendário para 2012 para o qual escolheu doze fotografias da sua autoria. Como sempre, bom gosto rima com simplicidade e o resultado de nome "Implausible Beauty" ficará, certamente, perfeito em qualquer parede que se preze. Lindo, tal como este video...