segunda-feira, 15 de janeiro de 2007


CULTO #2
Neill Hannon / The Divine Comedy

Um senhor! Desde o primeiro álbum “Liberation” (1993) que nunca mais lhe perdemos o rasto. Os álbuns que se seguiram, “Promenade” (1994) e “Casanova” (1995), fecharam uma triologia única e com uma qualidade inquestionável. O disquinho seguinte “A Short Álbum About Love” (1997), saído como companheiro de “Casanova”, foi a pedra de toque. Com uma verdadeira orquestra de 30 elementos o disco foi gravado ao vivo no Shepherds Bush Empire e é o culminar de uma fase brilhante. De inspiração multifacetada, de Nyman a Kraftwerk, Neil Hannon faz música para todas as estações do ano, para todos os momentos especiais ou curriqueiros. Algumas das suas músicas/letras são como replays em câmara lenta de momentos da nossa vida desde “Summerhouse”, “Commuter Love” a “Your Daddy's Car” e “Our Mutual Friend “. A sua destreza está comprovada na diversidade de versões que já realizou quase todas elas fenomenais: Bowie, American Music Club, Kraftwerk, Roxy Music, Queens Of The Stone Ange (!), Sacha Distel ou Talk Talk. Ao vivo já os apreciamos algumas vezes, mas continuamos a preferir os discos. O do ano passado “Victory For the Comic Music” é mais um clássico. A sua versão especial tem um DVD magnífico onde é decomposta a realização do disco e todo o processo de composição de um músico polifacetado. Irresistivel!



2 comentários:

Hug The DJ disse...

Já o ouviste no novo dos Air?

karmatoon disse...

Ó miguito, não percebo a falta de divulgação da peça que vai revolucionar o panorama teatral português em 2007!

Bem se vê que não tens ido ao meu bloguinho...