segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

GAVIN BRYARS ENSEMBLE, Auditório de Serralves, 19 de Dezembro de 2008


Tal como aconteceu na Tate Modern londrina em Fevereiro passado, também no Porto a magnífica exposição retrospectiva de Juan Munoz em Serralves teve a sorte de receber um concerto paralelo de Gavin Bryars. Dizemos sorte porque são muito raras as apresentações deste compositor no nosso país, que se tornou conhecido pela sua colaboração com Brian Eno ou com os coreógrafos Robert Wilson e Merce Cunningham. O programa era, por si só, aliciante: apresentar uma selecção de temas resultantes da colaboração de Bryars com o já falecido Juan Muñoz, um projecto/encomenda da BBC de 1992 que se chamou “A Man In A Room, Gambling”. O objectivo do artista era emitir, despretenciosamente, alguma informação, ao jeito do boletim meterológico, criando no ouvinte ilusões e imagens através da rádio. Trata-se de um conjunto de pequenos textos em sequência sobre estratégias e técnicas usadas em jogos de cartas, acompanhados por música. Refira-se que o concerto foi, pertinentemente, transmitido em directo pela sempre atenta RUC-Rádio Universitária de Coimbra! Os dez temas, de cinco minutos cada, foram apresentados por um conjunto de cinco músicos, incluíndo o próprio Gavin Bryars no contrabaixo, num misto brilhante de classicismo e alguma improvisação. Destacou-se ao longo da noite a inebriante performance de Alexandre Balanescu (Balanescu Quartet) no violino, perante um auditório quase esgotado e muito atento. Como ouvinte, difícil a concentração simultânea na narração e na música, o que tornou o momento um constante desafio aos nossos sentidos e sensações. Ainda a oportunidade de ouvir uma lindíssima pequena peça chamada “The North Shore,” uma homenagem de Bryars ao próprio Munõz, numa noite excelente de música e paisagens sonoras.
Foto: Wikipedia